As lembranças das guerras mais sangrentas da história estão espalhadas pela Europa, e poucas são tão visíveis quanto os resquícios de concreto dos bunkers da Segunda Guerra Mundial. O fotógrafo Jonathan Andrew está documentando esses locais desde 2009.

Visitando várias regiões da França, Bélgica e Holanda, Andrews procurou as fortificações que pontilham as praias e zonas rurais desses países. Ao iluminar os bunkers durante a noite, ele destaca a presença sinistra das estruturas na paisagem, incentivando uma reflexão sobre as tristes condições de seu antigo uso. A presença física dos bunkers traz o passado à vida de uma forma que até mesmo fotografias antigas do tempo da guerra não podem duplicar.

Veja a galeria com as imagens: http://gizmodo.uol.com.br/galerias/bunkers-da-segunda-guerra-mundial-oferecem-um-olhar-assutador-ao-passado/