Todos sabemos que os cães conseguem se comunicar por meio de odores. Eles urinam em novas áreas, no seu próprio terreno, e certamente em coisas em que outros cães já urinaram. Também sabemos que alguns cães machos levantam suas pernas para urinar mais alto. Porém, uma nova pesquisa descobriu que cachorros menores levantam suas pernas em um ângulo ainda maior do que os cães maiores, talvez para parecerem maiores eles mesmos.

“Nossas descobertas oferece evidências extras de que a marcação de odor pode ser desonesta”, disseram os autores no estudo publicado recentemente no Journal of Zoology.

• Estudo prova o óbvio: cachorros sabem quando donos estão mal e farão de tudo para confortá-los
• Um cachorro consegue entender cães e humanos de outro país?

Os pesquisadores da Universidade Cornell primeiro tiveram que estabelecer que o ângulo em que um cachorro erguia a perna é um bom substituto para o quão alto a urina vai. Eles levaram um bando de cães de abrigo para caminhar e os filmaram com um iPhone enquanto os animais urinavam, em alguns casos usando uma câmera de alta velocidade. E, sim, baseado em sua análise, o quão alto o cão levantava sua perna era capaz de prever o quão alto o xixi iria — assim como a massa e a altura do cachorro.

Este aqui é o Patches urinando:

Então, eles analisaram como o tamanho de um cachorro se comparava com o quanto ele levantava sua perna. Tanto os cachorros mais leves e menores levantavam suas pernas em ângulos maiores do que cães maiores. Os menores pareciam estar tentando deixar uma assinatura de urina de um cão maior. Do estudo:

Portanto, mesmo que a altura da marca de urina reflita em parte o tamanho do sinalizador, cães pequenos parecem “trapacear”, usando ângulos maiores levantando a perna para depositar marcas de urina mais altas, assim exagerando seu tamanho.

Os pesquisadores escrevem que poderia ser benéfico para os cães “exagerar o tamanho do seu corpo e suas habilidades competitivas” para evitar conflito com outros cães. O estudo também contribui para um crescente corpo de pesquisas que sustentam que cães menores e maiores se comportam diferentemente.

Os pesquisadores apontam que o estudo tem seus limites e outras interpretações possíveis. Talvez cachorros grandes simplesmente não consigam levantar suas pernas tão alto quanto os pequenos, por exemplo. E caberia a futuras pesquisas determinar como os cães reagem às diferentes alturas das marcas de odor. No entanto, os pesquisadores apontam que outros já viram exemplos de “sinalização desonesta” em outras espécies, como o  mangusto-anão, cujas marcas de odor aparecem em lugares inesperados, levando em conta o tamanho do animal.

Portanto, na próxima vez em que você vir um cachorrinho urinar, pergunte a ele: você está tentando provar o quê?

[Journal of Zoology via New Scientist]

Imagem do topo: Mike Finkelstein (Wikimedia Commons)