Muitas vezes um quarterback faz um lançamento para um jogador totalmente marcado, enquanto do outro lado tinha uma opção livre e de fácil recepção. Os lançadores não conseguem enxergar tudo ao mesmo, e precisam focar o campo de visão numa determinada faixa de campo. E parece não está longe de presenciarmos o que o quarterback realmente viu numa jogada desse tipo na NCAA.

Leia mais no Extratime: http://extratime.uol.com.br/cameras-no-capacete-podem-dar-nova-visao-ao-futebol-americano-universitario/