A primeira caminhada espacial completamente feminina não acontecerá na data prevista. A NASA havia planejado uma missão do lado de fora da Estação Espacial Internacional (ISS) para as astronautas Anne McClain e Christina Koch no dia 29 de março, mas os planos foram cancelados “devido, em parte, a disponibilidade de trajes espaciais na estação”, conforme um comunicado da agência.

A caminhada espacial que aconteceria nesta sexta-feira (29) seria a segunda parte de uma série de três, planejada pela NASA para a Expedição 59. A primeira delas aconteceu no dia 22 de março, quando Anne McClain e o astronauta Nick Hague passaram praticamente sete horas do lado de fora do laboratório, trocando as baterias dos painéis solares da ISS.

A segunda caminhada seria praticamente idêntica – outra série de baterias seriam trocadas. A astronauta Christina Koch continuará participando da missão, mas a colega McClain ficará dentro do laboratório e será substituída por Hague.

De acordo com a NASA, McClain descobriu durante a primeira caminhada que a parte de cima de seu traje precisa ser do tamanho médio. “Como apenas um torso de tamanho médio pode ser preparado até sexta-feira, 29 de março, Koch o usará”, afirma a agência.

O Space.com diz que as astronautas da Estação Espacial conduzem uma série de checagens nos trajes para realizar caminhadas e o corpo humano cresce na microgravidade. Recentemente, McClain tuitou que cresceu cinco centímetros desde que chegou à Estação, em dezembro.

Ainda não está claro exatamente porque o tamanho do traje se tornou um problema só agora.

Das cerca de 500 pessoas que já estiveram no espaço, menos de 11% são mulheres. Todas as caminhadas espaciais até hoje envolveram ou equipes compostas exclusivamente por homens ou equipes envolvendo homens e mulheres, segundo o Guardian.