Mesmo após o veredito da justiça norte-americana, o caso Johnny Depp x Amber Heard segue repercutindo. Agora, segundo informações divulgadas pelo TMZ, perfis falsos foram criados no GoFundMe, site de arrecadação de dinheiro online, em nome de Heard para ajudá-la a pagar os US$ 15 milhões determinados a Depp.

Os golpistas, que se passaram por fãs de Amber Heard, alegaram estar fazendo campanha para ajudar a atriz a quitar a dívida com o ex-marido. De acordo com o TMZ, uma das campanhas conseguiu arrecadar mais de 1 milhão de dólares — o equivalente a cerca de R$ 5 milhões na cotação atual. 

Ainda segundo a publicação, as buscas pelos perfis têm aumentado nos últimos dias. A página foi criada logo após o veredito do Tribunal do Condado de Fairfax, no Estado norte-americano da Virgínia, na quarta-feira (01), por uma usuária identificada pelo nome de Kimberly Moore.

Na página, Kimberly Moore alega ter feito contato com a equipe jurídica de Amber e promete que a atriz teria acesso direto à quantia arrecadada. A descrição do site dizia que a atriz não teria condições de arcar com o valor determinado no veredito para Johnny Depp. “Acredito que Amber e as mídias sociais protegem o agressor. O julgamento excede seu patrimônio líquido. É tão triste que ele tenha conseguido se safar do abuso. O julgamento promoveu esse abuso. Se você puder ajudá-la”. 

Em contato com o TMZ, um porta-voz do GoFundMe informou que tem intensificado as buscas por perfis falsos que dizem estar arrecadando fundos para Amber, uma vez que a equipe dela não tenha feito nenhum tipo de campanha desta natureza. “O advogado de Amber disse que a atriz não pode pagar o julgamento, mas ela certamente não está criando um GoFundMe para isso”, explicou o porta-voz ao site. 

No entanto, como o site não conseguiu provar que a página era verdadeira, o GoFundMe optou por tirá-la do ar, mas não sem antes arrecadar cerca de US$ 1 milhão dos US$ 8,35 milhões (R$ 39.871.250 milhões) devidos pela atriz ao ex. O GoFundMe ainda informou que a plataforma continuará procurando páginas falsas e agirá de acordo. 

Relembre o caso

Na última quarta-feira (01), a batalha judicial entre Johnny Depp e Amber Heard chegou ao fim. O Tribunal do Condado de Fairfax, no estado americano da Virgínia, condenou o ator e a ex-mulher no processo de difamação movido mutuamente entre os dois. 

Johnny Depp processou Heard por difamação, pedindo US $ 50 milhões (R$248 milhões de reais, aproximadamente) em danos depois que ela alegou em um artigo do jornal Washington Post que era vítima de violência doméstica. Por sua vez, Amber contra-processou Johnny por US$ 100 milhões (cerca de R$500 milhões).

Com o fim do processo, a atriz foi considerada culpada de todas as três acusações de difamação na ação movida pelo ex-marido e terá que pagar US$ 10 milhões de dólares, o valor inicial era de US$ 15 milhões de dólares, mas o juiz concordou em reduzir o valor. No entanto, o valor final ficou fixado em US$ 8,35 milhões.

Mas Depp também foi condenado por uma das três acusações do processo e terá que pagar uma indenização de 2 milhões de dólares (R$ 10,2 milhões). O julgamento demorou sete semanas e os jurados levaram três dias para deliberar sobre as conclusões.