A Canon tomou um caminho um pouco sinuoso com sua linha de câmeras full-frame mirrorless, começando com o modelo intermediário EOS R em 2018, seguido da versão de entrada EOS RP em 2019. Agora, a companhia finalmente lançou a nova EOS R5, que parece ser a mirrorless de ponta que os fãs esperavam desde o começo.

Com um sensor de 45 megapixels equipado com o processador de imagens Digic X da Canon, a EOS R5 oferece um notável aumento de resolução em relação a EOS R de 30,3-MP.

Porém, talvez o mais importante é que a EOS R5 possui 1.053 pontos de autofoco, o que cobre 100% do sensor, com suporte a uma ampla variedade de sistemas reconhecimento de autofoco incluindo detecção de rosto, olho, cabeça e até de animais.

A Canon diz que ajustou seu algoritmo de autofoco de olhos para detectar melhor assuntos com olhos menores ou que estão em pé longe.

Parte de cima da Canon EOS R5Crédito: Canon

O EOS R5 também apresenta velocidades de disparo rápidas, capaz de atingir 12 quadros por segundo ao usar seu obturador mecânico, ou até 20 quadros por segundo ao usar seu obturador eletrônico – tudo com foco automático contínuo e exposição automática habilitada. Enquanto isso, a faixa padrão de ISO para a EOS R5 vai de 100 a 51.200, mas pode ser estendida até ISO 102.400, se você realmente precisar.

A Canon também adicionou suporte para salvar fotos HEIF de 10 bits, oferecendo uma espécie de meio-termo entre JPEGs padrão e arquivos RAW completos. Também incluíram um novo recurso de Correção de Iluminação Facial que ajuda a aumentar a exposição nas faces de assuntos iluminados por trás.

Visores da Canon EOS R5Crédito: Canon

Para vídeo, o recurso de destaque do EOS R5 é o suporte para captura de vídeo 8K a 30 quadros por segundo. É possível ainda gravar em 4K a até 60 fps em 10 bits ou em 4K a até 120 fps se você quiser capturar algo em câmera lenta

Quanto à câmera em si, a R5 também é a primeira mirrorless full-frame da Canon a apresentar estabilização da imagem com 5 eixos em seu próprio corpo (batizado de sistema IBIS).

A empresa diz que, quando acoplada às suas lentes RF, os pontos de estabilização chegam a 8 stops. Dito isto, o sistema de estabilização de imagem integrada no corpo da R5 também funciona com lentes que não sejam RF, embora você não obtenha o mesmo nível de redução de tremores.

Slots de cartão da Canon EOS R5Crédito: Canon

A EOS R5 também vem com dois novos visores divididos entre o visor de e alta resolução OLED EVF de 5,76 milhões de pontos e uma tela LCD traseira articulada de 3,2 polegadas de 2,1 milhões de pontos

A função é útil para quem quiser transformar uma câmera mirrorless caríssima em um equipamento para fazer vlogs. A companhia também incluiu dois slots de cartão de memória, um suportando CF Express e outro com suporte à tecnologia SD UHS-II.

O modelo vai custar US$ 3.900 (somente corpo) ou US$ 5.000, incluindo as lentes RF do kit 24-104 f4. Ainda não há preços para o Brasil, mas a marca diz que o modelo estará disponível ainda este ano.

Visão lateral das entradas da Canon EOS R5Crédito: Canon

Para quem ainda achou muito caro, a Canon também lançou a EOS R6, que custará US$ 2.500 (somente corpo) e também possui o sistema IBIS, display traseiro articulado similar, mas vem com sensor de 20,1 megapixels que não grava em 8K.

Independente de qual das duas você escolher, a Canon tem uma linha completa de mirrorless full-frame. A pré-venda no exterior começa no final deste mês, com os envios programados para o final de agosto.