Ian Balina, um evangelista popular de criptomoedas, estava no meio de uma transmissão ao vivo em seu canal do YouTube, no último domingo (15), quando uma das pessoas que assistiam a ele lhe perguntou: “Ian, você sabia que alguém transferiu todos seus tokens da sua conta?”. Com US$ 2 milhões em criptomoeda em seu portfólio de investimentos, Balina disse que foi hackeado. No entanto, a estranheza da situação tem feito a comunidade questionar a veracidade da história.

Plataforma de criptomoeda some com o dinheiro de investidores e deixa apenas a palavra “pênis” em seu site
Sumiram US$ 400 milhões em criptomoeda de uma casa de câmbio japonesa

Balina estava analisando uma oferta inicial de uma moeda para os 116 mil assinantes do seu canal quando um comentário foi postado e ele ou não notou ou ignorou. Após cerca de 20 minutos, a transmissão foi interrompida. Depois de algumas horas, Balina voltou a ficar online para finalizar sua análise e culpou uma queda de energia pelo incidente. Durante a segunda transmissão, ele disse que descobriu que alguém misteriosamente se logou em seu perfil no Google Sheets e conseguiu localizar suas carteiras virtuais de criptomoeda.

Mais tarde, em seu canal no Telegram, Balina passou a pedir ajuda: “Ei, Criptofamília, eu preciso de vocês agora mais do que nunca”, escreveu. “Encerrei a transmissão abruptamente pois eu fui hackeado”. Ele, então, comentou que foram roubadas três carteiras virtuais da criptomoeda Ether e que estava tentando monitorá-las.

Não é raro que indivíduos ou casas de câmbio sejam roubados por usuários maliciosos, mas a reação de Balina nesse caso foi bem esquisita. “Não estou preocupado com o dinheiro”, escreveu no Telegram. Ele ainda insistiu que só está preocupado em localizar o hacker.

Em uma mensagem que já foi apagada, Balina explica como ele acha que foi hackeado:

Esta é a forma como eu acho que fui hackeado. Meu email da universidade estava listado como meu email de recuperação do Gmail. Lembro-me de ter recebido uma mensagem sobre a segurança da minha conta ter sido comprometida e tentei acompanhar a questão de segurança na minha conta da universidade para poder resolver o problema. No entanto, eu não consegui fazer na hora e desisti, com o pensamento de que se tratava apenas de uma conta antiga.

Eu mantenho versões em texto das minhas chaves privadas no meu Evernote, assim como arquivos com textos criptografados com senhas. Acho que eles hackearam meu email usando essa conta da universidade e então hackearam meu Evernote.

Não está claro o que ele quis dizer ao falar que ter seu email hackeado fez com que o invasor tivesse acesso ao seus arquivos criptografados do Evernote. O sistema do Evernote requer que um usuário se lembre de uma senha, e ela não pode ser resetada por meio de um email de recuperação. Talvez ele esteja dizendo que um hacker descobriu a senha de sua conta antiga e a utilizou para acessar o arquivo de senhas do Evernote?

Isso é tudo muito esquisito. Alguns gurus de criptomoeda desaparecem, mas Balina parece ser uma figura proeminente. Pessoas da comunidade dizem que ele é pago para falar de ICOs. Ele tem uma grande base de seguidores e aparece com alguma frequência em meios de comunicação falando sobre o assunto. É estranho que um cara com milhões em criptomoedas não siga as práticas básicas de segurança.

A Coindesk, uma publicação popular sobre criptomoedas, deu a Balina a honraria de aparecer em sua lista dos 10 maiores analistas e negociadores de token de 2017. A entrada no rol dizia que sua inclusão “não era por causa dos seus bens ou negociações em si (embora o autor esteja indo muito bem), mas pelo seu hábito de compartilhar uma captura de tela de seu portfólio todos os dias”. E como o suposto hack ficou aparente, um comentarista do YouTube escreveu: “Isso é exatamente o tipo de coisa que você não deve postar na internet”.

Muitas outras pessoas no Twitter e no Reddit pensam que o timing da divulgação do hacking e de algumas transações são duvidosas. Charlie Schrem, um dos pioneiros do Bitcoin, respondeu a um tuíte de Balina, perguntando: “Então, você moveu todos seus tokens e ether para uma conta na última semana e foi justamente a conta hackeada?”. Nos EUA, as pessoas devem fazer suas declarações de imposto de renda até esta terça-feira (17). Uma das teorias é de que ele tenha inventado essa história para se livrar de impostos. Outros dizem que é complicado, pois Balina vive no Reino Unido, onde a declaração de imposto foi até 5 de abril.

Não sabemos o que pensar ainda sobre o caso, mas Balina certamente parece estar tranquilo para alguém que perdeu milhões, enquanto ele publicamente costuma dar conselhos sobre criptmoedas online. Nós tentamos contatá-lo e vamos atualizar o post caso ele nos responda.

[Ian Balina via The Next Web]

Imagem do topo: Captura de tela