Quando os americanos Rob e Grace Jones encontraram um invólucro de pano dentro de suas paredes, logo pensaram no pior. Afinal, é neste momento nos documentários sobre crimes que restos mortais são expostos, resolvendo o mistério de anos. Felizmente, a estrutura guardava apenas batatas fritas. 

O casal de Crystal Lake, Illinois, havia comprado a casa em 2015. Mas a construção de 1959 precisava de algumas reformas, o que incluía o banheiro. O marido estava trocando o suporte fixo de papel higiênico quando percebeu o “tesouro” dentro de sua parede. 

Desafiando o tempo, as batatas fritas estavam muito bem conservadas, crocantes e marrons. Havia ainda duas embalagens de hambúrguer do McDonald’s, que remetiam ao final dos anos 1950 ou início dos anos 1960. 

Para ter uma noção, as sacolas traziam as imagens de Speedee, mascote da rede de fast food que antecedeu o famoso Ronald McDonald. Seu nome, traduzido do inglês para “velocista”, remete à rapidez com que os lanches do restaurante eram ser preparados. 

Não se sabe ao certo como o pacote de batatas foi parar dentro da parede. Os donos da casa acreditam que alguém derrubou as fritas na estrutura durante a construção da residência ou encaixou-as ali de forma deliberada. 

Após algumas pesquisas, o casal descobriu que um McDonald’s havia sido construído na rua de sua casa no mesmo ano em que a estrutura foi levantada. Isso leva a crer que a equipe responsável pelo projeto pode ter comprado no restaurante algumas vezes.

Por enquanto, a relíquia está guardada dentro de uma redoma sobre a geladeira do casal. Caso alguém tenha interesse em adquirir o achado, Rob e Grace disseram estar dispostos a vender.