Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos estão alertando autoridades para um novo surto de bactéria Salmonella. E pelo número considerável de pessoas que criam aves ou pássaros de estimação, o CDC também fez um apelo para os amantes de penas: não beije, nem entre em contato tão próximo com galinhas, patos e outras aves no quintal de casa.

Segundo o CDC, aves e outros animais, como tartarugas, carregam a bactéria Salmonella e não costumam apresentar sintomas de que estão infectados. No entanto, os animais ainda podem transmitir a bactéria para outros bichos e também seres humanos, principalmente se as pessoas ficarem próximas desses animais.

O órgão afirma que, desde fevereiro deste ano, houve pelo menos 163 casos de infecções por Salmonella em 43 estados americanos — todos relacionados à criação doméstica de pássaros. Desse total de casos, 34 pessoas foram hospitalizadas, e felizmente nenhuma morreu.

No entanto, é provável que o número seja muito maior, já que a maioria dos pacientes com sintomas mais leves se recupera por conta própria e não procura por atendimento médico. Ainda assim as infecções por Salmonella nos humanos podem causar sintomas terríveis, mas geralmente limitados, como diarreia, febre e cólicas estomacais.

“Não beije ou abrace as aves do seu quintal, e não coma ou beba perto delas. Isso pode espalhar germes de Salmonella para sua boca e deixá-lo doente”, alertou o CDC em comunicado emitido nesta quinta-feira (20).

Outras dicas endossadas pelo CDC para evitar se infectar com Salmonella incluem: manter suas aves e suprimentos relacionados, como a alimentação, em um local claramente separado de sua casa; lavar as mãos com água e sabão logo após tocar nas aves, em seus ovos ou suas casas; e cozinhar os ovos bem e não usar ovos quebrados, uma vez que é mais fácil para a bactéria contaminá-los.

Além disso, crianças com menos de 5 anos devem ser mantidas longe de pássaros de quintal, uma vez que correm mais risco de contraírem doenças graves causadas por germes de origem alimentar, como acontece com a Salmonella.

Assine a newsletter do Gizmodo

Esta não é a primeira vez que o CDC recomenda que as pessoas não se aproximem tanto assim de seus pássaros. Contudo, é uma mensagem que vale a pena repetir — e não apenas para aves de estimação. Este ano, também houve surtos de Salmonella ligados a tartarugas domésticas e pássaros selvagens. Por mais fofos que todos os nossos companheiros animais sejam, provavelmente é melhor evitar o contato labial com todos eles.