Ciência

China revela plano para construir plataformas em cavernas lunares

Ideia é construir bases no interior de antigos tubos de lava. China planeja pousar missão tripulada na Lua no final desta década
Imagem: Daniel Rutter/NASA/Reprodução

Para conseguir estabelecer uma presença humana permanente na Lua, a China está explorando a possibilidade de construir bases no interior de cavernas lunares. O objetivo é usar tubos de lava vazios como forma de desempenhar um papel crucial na futura exploração tripulada da Lua.

Essa ideia não é nova e tem capturado a imaginação de cientistas e exploradores espaciais em todo o mundo. Na prática, essas cavernas lunares podem oferecer a mesma proteção que as cavernas terrestres ofereceram aos nossos ancestrais.

Na superfície lunar, os astronautas enfrentarão desafios únicos, incluindo radiação cósmica e solar intensa, oscilações extremas de temperatura e ameaças de impactos de meteoritos. Por isso, as cavernas lunares podem fornecer um abrigo natural.

Os tubos de lava são formações geológicas que se formaram quando a lava fluía pela superfície da Lua e criava um tubo vazio após o resfriamento.

A sonda Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO, na sigla em inglês), por exemplo, identificou centenas desses tubos. Alguns têm centenas de metros de diâmetro, oferecendo espaço suficiente para abrigar uma base, astronautas e seus suprimentos.

Os tubos de lava também oferecem estabilidade térmica, que é vital na Lua, onde as temperaturas variam drasticamente entre a luz solar direta e a escuridão congelante.

Como vai funcionar a exploração nas cavernas lunares

A China está priorizando a exploração dos tubos de lava localizados no Mar da Tranquilidade (onde a Apollo 11 pousou, em 1969) e no Mar da Fecundidade.

A CNSA (Administração Espacial Nacional da China) planeja enviar sondas robóticas adaptadas para explorar essas cavernas. Isso inclui veículos auxiliares com instrumentos científicos para estudar a geologia lunar e a presença de gelo de água.

De acordo com Zhang Chongfeng, da Academia de Tecnologia de Voo Espacial de Xangai, o plano a longo prazo da China envolve a construção de uma base lunar tripulada dentro de um tubo de lava, com instalações residenciais e de pesquisa.

Embora os detalhes sobre o cronograma sejam escassos, a China demonstrou comprometimento com a exploração lunar. Porém, os chineses já adiantaram que pretendem enviar a sua primeira missão tripulada à Lua até 2030.

Assine a newsletter do Giz Brasil

Gabriel Andrade

Gabriel Andrade

Jornalista que cobre ciência, economia e tudo mais. Já passou por veículos como Poder360, Carta Capital e Yahoo.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas