A China não permite acesso ao Twitter, mas é claro que existem outros “caminhos” para entrar no microblog. Cheng Jianping e seu noivo Hua Chunhui, são dois viciados do passarinho. No entanto, Cheng foi presa por ter dado RT numa piada de seu noivo – no dia do casamento dos dois.

A situação é ainda mais surreal, já que a polícia não avisou sua família nem seu marido sobre a prisão – o que levou todos a pensarem que ela havia fugido do casamento. Tudo isso por ter retuitado uma frase de seu noivo que dizia:

“Manifestações anti-japonesas, esmagar produtos japoneses, tudo isso já foi feito anos atrás por Guo Quan. Não há nada de novo. Se você realmente ficou bravo com ele, é só pegar imediatamente um voo para Shanghai para esmagar o pavilhão de Exposições Japonesas."

E ela transformou a frase em piada ao adicionar “jovens revoltados, ação!” no retuíte.

No fim das contas, em vez de curtir sua nova vida de casada, Cheng foi enviada para um campo de trabalho feminino, onde ela imediatamente começou uma greve de fome. A previsão é que ela fique lá por um ano, por “perturbação da ordem social”. Tudo isso uma semana depois do irlandês Paul Chambers ser considerado culpado após fazer uma brincadeira dizendo que explodiria o aeroporto Robin Hood, na Inglaterra.

Tuíteiros de plantão, fiquem espertos. [Amnesty via CNET UK]