Nesta quinta-feira (23), outra mulher acusou publicamente de violência sexual o ator americano Chris Noth, que interpretou o personagem Mr. Big na série de TV Sex And The City.

Com mais essa, sobe para cinco as acusações contra Noth, de 67 anos, apenas neste mês.

Uma cantora

A cantora e compositora Lisa Gentile afirmou em entrevista coletiva que Noth a assediou em Nova York, em 2002.

Gentile disse que conheceu Noth em um restaurante que ambos frequentavam e que em uma noite ele foi até o apartamento dela, onde teria a apalpado e forçado ela a tocá-lo.

“Ele começou a me beijar quase que imediatamente. Então se encostou na bancada da cozinha e me puxou com força contra ele. Estava babando em cima de mim. Fiquei desconfortável. Aí ele se tornou mais agressivo e colocou as duas mãos nos meus seios, começou a apertar com força por cima da minha blusa.” (Lisa Gentile)

Empurrão

Gentile ainda contou que tentou fazer com que Noth parasse e que finalmente conseguiu empurrá-lo para longe. Com isso, o ator ficou com raiva e saiu furioso de seu apartamento.

Além da agressão sexual, Gentile ainda revela que o ator entrou em contato com ela no dia seguinte para ameaçar: dizendo que se ela contasse a alguém, acabaria com a carreira dela.

“Ele me avisou que se eu contasse a alguém sobre o que aconteceu na noite anterior, arruinaria minha carreira, que eu nunca mais cantaria e que me colocaria na lista negra do negócio. Ele desligou na minha cara e imediatamente liguei para meus pais chorando”, disse ela.

Assine a newsletter do Gizmodo

Outros casos incentivaram

A cantora confessou que tinha medo de falar sobre o assunto em público, mas que resolveu se pronunciar para apoiar as outras quatro mulheres anônimas que estão acusando Noth de abuso sexual.

A advogada de Gentile, Gloria Allred, explicou que a sua cliente não podia registar uma queixa formal, pois as alegações são de quase vinte anos e já prescreveram.