O Photoshop se tornou tão dominante que seu nome é quase usado como um verbo. Mas se você quiser usá-lo, precisa desembolsar ao menos US$ 10 por mês. Não se preocupe! Existem diversas alternativas gratuitas a ele, e eis algumas das melhores.

Para aqueles que preferem gastar o dinheiro em uma assinatura do Netflix ou Spotify (ou em compras para a casa), eis uma coletânea de substitutos ao Photoshop que são gratuitos e devem ser ao menos considerados.

Adobe Photoshop Express

Os recursos básicos do Photoshop sem nenhum custo. Você pode usar o Photoshop Express no navegador, ou em app para Android, iOS e Windows Phone. Com ele, você pode fazer crop, rotacionar ou redimensionar as imagens, ajustar variáveis como brilho e contraste, e remover olhos vermelhos. Também há um recurso chamado Touchup para corrigir pequenas falhas nas imagens.

kitmvvrmwyowg1ebfasw

Recursos como Dodge, Burn e Highlight, presentes na versão completa do Photoshop, estão de volta aqui, mas você não tem o mesmo nível de controle como na versão de desktop (são apenas três tamanhos de pincel para escolher, por exemplo). Um conjunto pequeno, mas útil, de efeitos podem ser aplicados, incluindo Crystallize, Pixelate, Sketch, Distort e Pop Color. É simples e fácil de se usar, e as mudanças podem ser desfeitas com um ou dois cliques.

Não é o mesmo nível de controle como na versão completa da Creative Cloud, mas ele custa muito menos. Não custa nada, na verdade. Faça um teste para ver se ele consegue suprir as suas necessidades de edição de imagem antes de se comprometer a pagar uma taxa mensal.

GIMP

O GIMP (Gnu Image Manipulation Program) é normalmente a alternativa padrão para quem quer habilidades de edição nível Photoshop em um programa freeware para desktop. Ele não é tão rico em recursos como o software da Adobe, mas tem sua combinação impressionante de ferramentas que pode ser ideal para iniciantes. Felizmente, não demora muito tempo para se acostumar ao GIMP, e você vai ficar satisfeito por dedicar tempo e esforço a ele.

j9vfezbayh1ol3zi1mqs

Muitas das tarefas de alto nível que as pessoas buscam no Photoshop – filtros avançados de imagem, juntar diversas imagens, entre outros – podem ser conseguidas com o GIMP. Há versões para Windows, OS X e Linux, e também existem diversos tutoriais e recursos espalhados para a web para você se aprofundar no software.

A história de desenvolvimento do GIMP nos remete a 20 anos no passado, e quanto mais você brinca com ele, mais percebe. Da ampla seleção de pinceis disponíveis até as mudanças que podem ser feitas em filtros, ele tem funcionalidades o suficiente para quase todas as necessidades de edição de imagens.

Pixlr

Se você acha que software de desktop é coisa do passado, então o Pixlr está aqui para suprir suas necessidades de edição no navegador. Ele parece bastante o Photoshop, mas é gratuito e pode ser rodado online de qualquer lugar – você pode carregar uma imagem do seu computador, ou a partir de um endereço da web.

xvrtqppkm9elx4bxyaao

Com coisas como Dodge, Burn, Blur e Clone disponíveis, assim como várias ferramentas de seleção, a barra de ferramentas lembra bastante a do Photoshop. Sobreposições de textos e camadas estão disponíveis, e se você abrir o menu Filter, encontrará diversos efeitos estranhos e fantásticos para testar.

Do seletor avançado de cores a opções de ajuste de imagem, há muita coisa para gostar no Pixlr, e o fato de que você poder mexer em várias das opções de ferramentas adiciona muito para usuários avançados. Ele não é apenas um dos melhores editores online de imagens, mas também um dos melhores apps de web do mundo.

Paint.NET

O Paint.NET originalmente foi criado para ser uma versão mais completa do Paint que acompanha o sistema operacional, mas evoluiu ao longo do tempo e se tornou um dos preferidos dos usuários do Windows. É menos potente do que o GIMP, mas é mais simples de se usar e tem uma interface mais familiar.

wgfnrni23qdxtxfnobhy

Você tem controle total sobre a interface translúcida, então pode arrastar janelas e caixas de diálogo para ficar da forma como achar melhor. Em relação às capacidades, o Paint.NET dá conta do básico: ele tem suporte a camadas, e uma quantidade pequena, mas útil, de efeitos, além de plug-ins desenvolvidos pela comunidade que aumentam as suas habilidades.

Certamente é uma das alternativas mais humanas ao Photoshop, e mesmo que não seja dos mais potentes e cheios de recurso, agradará muitos usuários que só querem um bom software para edição de suas imagens.

PicMonkey

O PicMonkey tentou preencher o vazio deixado pelo fim do Picnick, comprado pelo Google em 2010 e incorporado ao Google+. Os engenheiros Justin Huff e Brian Terry, do Picnick, criaram o PicMonkey, e parte do polimento e poder do abandonado serviço sobreviveu à transição para o novo.

nmax1tegm2ua4wga8skb

O app online consegue equilibrar uma interface de usuário intuitiva e um conjunto avançado de recursos. Começar é simples, clique em Editar uma foto no site, mas a partir daí você entra em uma área com diferentes ferramentas para usar. Formas, texturas e texto podem ser adicionados com alguns cliques, e ainda existem alguns efeitos bacanas estilo Instagram para brincar.

Não é indicado para tarefas tradicionais de Photoshop – colocar a cabeça do Han Solo no corpo do Chewbacca, por exemplo – mas é mais do que adequado para pequenas mudanças em imagens. Claro, como funciona a partir do navegador, você precisa apenas de internet para usar. E pode atualizar para uma versão paga com recursos extras e sem propagandas.

Essas são nossas escolhas, mas existem outras por aí. Tem alguma sugestão que não apareceu na nossa lista? Compartilhe nos comentários!