Finalmente, vamos começar a nos livrar aos poucos dos chips que conectam nossos smartphones a uma rede móvel. Isso porque a operadora Claro vai iniciar o que a empresa chama de Claro e-Chip, mas que nós sabemos que se trata da tecnologia eSIM (Embedded SIM). As ativações vão começar nesta sexta-feira (20), em lojas próprias da companhia.

A boa notícia é que não é só a Claro que está entrando nessa. A Vivo está com planos bem sólidos também e deve oferecer o serviço muito em breve. Já a Oi nos informou, via comunicado, que tem realizado estudos sobre a tecnologia para avaliar a melhor forma de disponibilizá-la”. A TIM, por sua vez, diz que está finalizando seus testes e deve liberar a opção em breve.

A tecnologia já vem embarcada em alguns aparelhos recentes e o único trabalho dos usuários vai ser em ativar o serviço de dados e telefonia junto à operadora. Aí, você pode perguntar: ué, mas e o outro chip físico que está no meu telefone?

A vantagem é que você poderá usar dois chips em um mesmo telefone. Então, por exemplo, você poderá ter uma linha pessoal e outra do trabalho. Em casos de viagens, você poderá manter seu eSIM habilitado e, caso o roaming não valha a pena, você coloca o chip de uma operadora local. Aí você consegue escolher com qual quer fazer chamadas e se quer usar algum outro apenas para dados móveis.

Evolução do SIM Card. Crédito: Claro

Como não pode ser removido, o eSIM também dificulta a tarefa de roubo — muitos ladrões após o crime tiram o chip para que o dispositivo fique incomunicável e seja difícil a localização via apps, como o Buscar iPhone ou o Encontrar seu telefone (Android).

Além disso, o recurso também deve beneficiar smartwatches que funcionam com a tecnologia. No Brasil, a Claro oferece uma solução para Apple Watches que permitia espelhar o número do smartphone no relógio.

Do lado das operadoras, fica mais fácil para elas ativarem as linhas e também deve facilitar a portabilidade. Atualmente, você precisa comprar um chip novo.

Por ora, segundo a assessoria de comunicação da Claro, a tecnologia eSIM estará disponível apenas para iPhones no Brasil. Sabemos com certeza que iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR, que são vendidos localmente, suportam usar o eSIM junto com um chip físico. Aparelhos como o Pixel 3 e o Pixel 2, ambos do Google, também oferecem suporte, mas não devem ser contemplados, até porque não são vendidos por aqui.

O processo de ativação é simples. Segundo a operadora, será necessário o cliente adquirir o e-Chip, que é o mesmo preço do chip convencional. Com isso, ele receberá um QR Code que permitirá o download do perfil de acesso à rede da Claro. No início, o serviço só estará disponível em lojas próprias da Claro e aos poucos deve estar presente em outros pontos de venda.