Olha, uma boa parte dos rumores foi confirmada no evento realizado pela Apple nesta quarta-feira (12), em Cupertino (Califórnia). A empresa mostrou os novos iPhones Xs (lê-se “dez ésse”, e não “équis” ou “xis”) e iPhone Xs Max ao público. Basicamente, os novos iPhones trazem um novo chip (com 6 núcleos para CPU e 4 núcleos para GPU), um novo tamanho e um material mais durável.

iPhone XR é o novo modelo de entrada dos smartphones da Apple
Novo Apple Watch Series 4 liga para a emergência caso você caia e não se mexa por um minuto

Como sugerido pelos nomes, eles têm tamanhos distintos e continuam com o mesmo jeitão (o que inclui o notch, o “chifrinho” na parte superior da tela). O iPhone Xs tem uma tela OLED de 5,8 polegadas, enquanto o iPhone Xs Max tem uma tela OLED de 6,5 polegadas —ambos têm suporte à HDR e taxa de atualização de 120 Hz.

A versão maior tem o mesmo tamanho físico de um iPhone 8 Plus, só que com a diferença de que a tela ocupa toda a frente do aparelho. Os dispositivos têm certificação IP68, o que os torna à prova d’água, aguentando uma profundidade de até 2 metros.

Pela primeira vez, a Apple vai possibilitar o uso de dois chips nos smartphones. A ideia, segundo a empresa, é que as pessoas possam usar o espaço extra de SIM card para viagens a negócios ou para pessoas que têm uma linha para o trabalho e outra pessoal. Em alguns mercados, isso vai ser via tecnologia eSIM (chip já vem embarcado no telefone e pode ser ativado por uma operadora), já na China, haverá uma bandeja para dois chips.

O notch continua para oferecer maior uso da parte frontal e dos sensores que possibilitam o FaceID

Uma das novidades dos novos iPhones é o novo chip A12 Bionic, que a empresa diz ser o primeiro com 7 nm. O SoC (system on a chip) conta com uma CPU de 6 núcleos, uma GPU de 4 núcleos e um mecanismo neural com 8 núcleos — isso aqui pode ser bem importante para rodar aplicações de machine learning.

Para variar, a Apple não revela a capacidade da bateria. A companhia se limita a dar uma estimativa em horas. Para o iPhone XS, a empresa da maçã diz que o aparelho tem uma autonomia 30 minutos maior que a do iPhone X — pra ficar mais claro, outra estimativa fornecida por eles é de até 12 horas de uso ininterrupto de internet. Já o iPhone Xs Max dura 1,5 hora a mais que o iPhone X — ou até 13 horas de uso ininterrupto de internet.

As opções de armazenamento são aquelas mesmas vazadas: 64 GB, 256 GB e 512 GB.

O conjunto de câmeras conta com dois sensores de 12 megapixels, sendo uma lente grande angular e uma telefoto. A primeira tem abertura f/1.8, enquanto a segunda, f/2.4. A lente telefoto, infelizmente, só conta com um zoom óptico de 2x, mas pelo menos vem com mecanismo de estabilização de imagem.

O grande lance das atualizações está no modo retrato ou em imagens às quais você queira aplicar efeitos de profundidade de campo. Os dois sensores podem trabalhar juntos para adicionar profundidade às suas fotos. O interessante é que, mesmo após tirar fotos com esses recursos, será possível usar um slider no app de fotos (como na imagem abaixo) da Apple e ajustar o nível de desfoque do fundo.

Além disso, nos bastidores, o processador de imagem da Apple também vai trabalhar duro para melhorar suas imagens e deixá-las mais precisas ao configurar o balanço de branco, o foco, a redução de ruído e a preservação dos destaques.

A Apple conta ainda com um recurso chamado Smart HDR. Basicamente, ele combina quatro imagens com diferentes exposições para formar uma foto. Dessa forma, a empresa promete entregar imagens com mais detalhes.

Os aparelhos estarão em pré-venda a partir desta sexta-feira (14) e nas lojas em alguns mercados a partir de 21 de setembro. E o preço? Bem, o iPhone Xs começa em US$ 999 (64 GB). As outras versões custam US$ 1.149 (256 GB) e US$ 1.349 (512 GB), enquanto o XS Max terá opções de US$ 1.099 (64 GB), US$ 1.249 (256 GB) e US$ 1.449 (512 GB).

O Brasil não está na primeira nem na segunda leva de lançamentos. Se for como no ano passado, deveremos saber o preço dos aparelhos nas últimas semanas de outubro, e eles devem estar nas lojas no início de novembro.

Os modelos anteriores, como de costume, vão ter redução de preço, como mostrado abaixo.

Abaixo, você pode conferir os principais lançamentos do evento da Apple desta quarta-feira (12):

Para ver as imagens em tamanho ampliado, clique aqui.