No final de novembro, a Vivo lançou o primeiro pacote de internet HSPA+, um 3G melhorado com velocidade média prometida de 3Mbps. Só que esse 3G custa caro – são R$200 por mês – e está limitado à região metropolitana de São Paulo. A Claro fez diferente: o HSPA+ já está disponível em toda a rede 3G da operadora, e sem custo adicional: todos os planos recebem a velocidade média de 3Mbps e e picos de 6Mbps. Mas o limite aqui é outro.

É a franquia de dados. Você pode até navegar mais rápido, mas se chegar ao limite do mês, tem duas opções: ou paga para usar mais, ou a internet é cortada até o mês seguinte. Não dá para continuar navegando com velocidade reduzida, como na Vivo ou na TIM. No plano Vivo 3G Plus, depois de consumir a franquia, a velocidade cai para 256Kbps.

E o preço? Na Claro, você pode adquirir o plano de 5GB, que dá franquia de 10GB mensais por um ano, por R$120 ao mês. O plano Vivo 3G Plus, com franquia de 10GB mensais, custa R$200. (O plano de 10GB da Claro, com franquia de 20GB, também custa R$200.) Mas para quem é cliente Speedy, o plano da Vivo é mais barato: R$99,50 por mês. A Vivo oferece o modem de graça, assim como a Claro nos planos de 1GB ou superior.

Como lembra a Claro, para usar o HSPA+ você precisa de um aparelho compatível com a tecnologia, então preste atenção nisso ao adquirir (ou usar) seu modem. O 3G mais rápido vale para todos os clientes, até os que estão no plano de 100MB, a “oferta do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga)” na Claro. Mas atenção: segundo Fiamma Zarife, diretora de serviços de valor agregado da Claro, você pode usar o HSPA+ “sem ter que pagar promocionalmente nada mais”. Se é “promocional”, isso pode mudar a qualquer momento.

Imagem por Tecnogeek