Se ainda restava alguma dúvida de que é possível filmar coisas profissionais com câmeras digitais, aqui está mais uma prova: a banda paulistana Kiwi Dilemma fez seu clipe inteiro apenas com uma Canon 5D Mark II. E o mais interessante: em um plano-sequência. Isso significa uma tomada, sem cortes. E foi à noite, em um casarão. Confira comigo no replay: [UPDATE: Um mês atrás, os gaúchos do Tópaz fizeram algo bem parecido!]



É realmente impressionante o desempenho da câmera (que já foi usada para gravar o último episódio desta temporada de House) e como ela se vira bem em situações de pouca luz, sem ficar com aqueles artefatos terríveis. Ou, mesmo em algumas cenas com mais movimento, quase não existe os famosos defeitos de filmar com uma câmera que tem sensor CMOS (o tal rolling shutter). É claro que para ter toda essa estabilidade é preciso – além de movimentos ninjas – o tradicional steadIcam. Aqui está o diretor de fotografia Julio Brunet, com ele, em detalhe:

Se você gostou, vale a pena conferir também este making-of, que conta como foi o trabalho maluco de 40 figurantes, 15 pessoas envolvidas na produção e todo mundo correndo de um lado para o outro. O mais bacana mesmo no clipe dirigido pelo Fábio Aguiar é justamente o plano sequência, sempre difícil. Tipo este, feito pelo gênio Michel Gondry. O diretor de fotografia resume o que é o desafio: "Se eu tropeçar ali quando entrar pela janela depois de gravar 3 minutos e 50, temos de fazer tudo de novo." E as pessoas vão querer matar o cara, pobre.

Ficou interessado em comprar uma câmera dessas e virar um diretor de rockstars? Comece a economizar. No Mercadolivre, só o corpo sai na faixa dos R$ 6.000. Na BHPhoto (que entrega no Brasil por maneiras misteriosas) o kit com lente sai por US$ 3.299. 

UPDATE: O nosso leitor Roque lembrou que os diretores Edson Gandolfi e Alexandre Nickel fizeram um clipe da banda Tópaz com uma Canon 5D, de noite, em uma única tomada. As muitas semelhanças terminam aí – inclusive no som. Darth Vader, sabres de luz e pessoas aleatoriamente felizes pela estrada afora compõem o vídeo de O maior idiota do mundo:

[Valeu, Fábio! Valeu, Roque!]