Tendo em vista o seu início como um projetinho open source, o Boxee tem se saído muito bem enquanto hub para streaming de vídeo. Agora eles querem dar aos usuários um local para criar e compartilhar seus próprios vídeos, como o Instagram faz com fotos. Mas será que o Cloudee é capaz de derrubar Viddy e SocialCam, os pioneiros no espaço do compartilhamento de vídeos?



Por ora, o Cloudee é do time dos que só funcionam no iPhone e detém o status de beta-acessível-só-com-convite. Os usuários podem compartilhar links de vídeos que são acessíveis a partir de qualquer navegador, mas na maior parte do tempo, toda a atividade se desenvolve no celular. O Boxee, confiante de que este será o próximo sucesso da empresa, oferece espaço ilimitado para seus usuários numa tentativa de incentivar o compartilhamento.

A julgar pelas screenshots, a interface e o design do app têm um apelo limpo, intuitivo e moderno, longe de ser monótono. Mas ainda que tudo no serviço seja sólido e agradável de usar sob o ponto de vista técnico, as pessoas abraçarão o compartilhamento de vídeo da mesma forma que fizeram com o de fotos? Como já argumentamos antes, é muito mais fácil para um fotógrafo amador criar por acaso uma foto bonita. Fazer vídeos atraentes e empolgantes é consideravelmente mais complicado. O Cloudee será capaz de evitar que seu serviço se torne uma fossa onde as pessoas só publiquem vídeos de piadas internas e as aventuras muito loucas dos amigos bêbados? É possível, mas teremos que esperar o serviço chegar de fato às massas para ver o que acontece. [Cloudee, Boxee]