É mais do que provável que a Apple anuncie novos iPhones semana que vem, e alguns já devem estar contando as moedinhas para comprar o novo modelo — ainda mais se o atual estiver lento, travando e se comportando mal. Mas que tal dar uma geral no modelo que você já tem e economizar alguns trocados? É o que mostraremos aqui.

Você ficará sem os novos recursos do iOS e mesmo seguindo todos os passos deste artigo, seu aparelho ainda não parecerá novo — ele só ganhará uma sobrevida. Se a ideia é economizar e evitar que seus apps travem, essas dicas podem ser uma boa pedida.

Não atualize o iOS (ou seus apps)

Não atualize o iOS

Isso pode soar contraintuitivo, mas quando um dispositivo se aproxima do fim de sua vida, atualizá-lo para a última versão do iOS pode deixá-lo realmente lento. Isso foi um problemão com o iPhone 3G e o iOS 4, foi um problema com o iPad original e o iOS 5 e provavelmente continuará sendo um problema no futuro. Todos esses novos recursos exigem mais poder, e quando seu dispositivo atinge uma certa idade, ele nem sempre tem o suficiente para rodá-los bem. Então, se o seu tiver dois anos ou mais e uma última atualização estiver no horizonte, talvez o melhor seja ignorá-la.

O mesmo se aplica a apps — se você tem um app que faz tudo muito bem, talvez seja aconselhável evitar futuras atualizações (especialmente as maiores). Na medida em que um app cresce, fica mais maduro e recheado de recursos, o que dificulta a vida do seu dispositivo velho de guerra.

Infelizmente, nada disso ajuda aqueles que já têm dispositivos que dão sinais de cansaço devido a atualizações recentes. Não dá para voltar a uma versão anterior do iOS. (Até dá, mas o procedimento é complicado e exige preparativos anteriores à atualização.) Se você já atualizou, vá em frente e siga as outras dicas — e lembre-se disso quando a próxima versão do iOS aparecer.

Use os apps nativos da Apple

Use apps nativos

Você talvez prefira o Chrome ao Safari, mas é bem provável que o Safari rode mais rápido no seu dispositivo. Além de apps de terceiros sofrerem atualizações frequentes e ficarem mais lentos com o tempo, um monte de apps nativos da Apple tem acesso direito a certos recursos do sistema que outros não têm. Então se seu dispositivo começar a dar sinais de cansaço, uma boa saída é diminuir o consumo de apps da App Store e dar mais atenção e carinho aos que vieram pré-instalados.

Libere um pouco de espaço

Libere espaço

Se o seu dispositivo estiver cheio de dados, ele provavelmente ficará mais lentos e travará com mais frequência. Já falamos disso antes, mas vale a pena repetir: entre em Configurações > Geral > Uso e veja quando de espaço livre você ainda tem. Se for menos de 1 GB, considere desinstalar alguns apps que não usa, músicas que não ouve ou encontre outra forma de liberar espaço. Você também pode apagar algumas mensagens de texto antigas se você as deixou acumular, já que elas deixam o app de mensagens um tanto lento também.

Remova quaisquer melhorias provenientes do jailbreaking

Diga não ao jailbreaking

Isso é importante: se você fez jailbreaking, alguns dos truques que ele permite podem ser a causa número um de lentidão. Seja personalizando a tela inicial, ou apenas instalando funções úteis, que tal desistir disso tudo? É chato, eu sei, mas é um preço baixo que se paga por uma experiência mais fluída.

Não acredite nos mitos

E chegamos à última dica, e das mais valiosas: existe uma tonelada de artigos por aí sobre como acelerar seu velho iPhone, mas muitos estão repletos de informações desencontradas. Não compre esses mitos. Por exemplo, fechar cada app aberto provavelmente não ajuda tanto quanto você imagina. Fechar apps de música, VoIP e geolocalização pode contribuir, mas fechar cada app que aparece na barra de multitarefa, não necessariamente. Da mesma forma, calibrar o home button é bobagem. Seu botão só está desgastado ou quebrado mesmo.

Existem outras dicas que contribuem, mas são complicadas e provavelmente não valem o sacrifício — leia-se não se convertem em grandes ganhos. Coisas como desativar o Spotlight. Execute-as se quiser, mas tenha em mente que essas quatro dicas acima são as que geram mais impacto na velocidade. Elas cobram um preço alto, mas no fim das contas é melhor do que usar um negócio lento. E claro, sempre existe a opção de comprar um iPhone ou iPad novo — e, mais cedo ou mais tarde, é o que acaba acontecendo –, mas se a grana anda curta ou você quer esperar a próxima versão ser anunciada, essas “correções” devem ser suficientes para segurar a barra.