Como assistir aos 4 últimos jogos da Copa sem delay

O vizinho anda gritando “gol” antes da hora? Saiba como driblar o delay nas transmissões ao vivo da Copa 2022
Como assistir aos 4 últimos jogos da Copa sem delay
Imagem: Fifa/Reprodução

Se você acompanha pela internet os jogos da Copa do Mundo já deve ter reparado que é comum um vizinho gritar um gol antes de você ver a bola entrar na rede. Em alguns casos, essa diferença pode chegar a até mais de um minuto – o que pode ser algo frustrante, principalmente agora que o Mundial entra na reta final.

Por mais que o streaming de eventos esportivos seja a nova tendência mundial – como ficou claro com os recordes de audiência alcançados pelo canal CazéTV –, esse tipo de transmissão ainda esbarra em uma limitação tecnológica: a latência.

Em resumo, a latência refere-se ao delay (ou atraso de tempo) entre a captura da imagem no campo até a sua exibição para o telespectador. Essa latência pode ser alta ou baixa, a depender de vários fatores, como o tipo de codificação usado, a taxa de bits do vídeo, a rede de transmissão, a velocidade da conexão do usuário, entre outros.

Cada meio de transmissão tem suas próprias tecnologias de transmissão, assim como os seus próprios atrasos, o que explica o motivo de alguns torcedores verem o gol antes dos outros.

Quando a latência é alta, ela acaba privando o público de acompanhar um evento em tempo real, impactando negativamente a experiência do torcedor, assim como anulando todo o objetivo de uma transmissão ao vivo mundial, como é o caso da Copa 2022.

Infelizmente, entre os vários meios de transmissão dos jogos, o streaming é justamente o campeão de delay. Já na outra ponta, aparece a TV aberta, que transmite o som e imagem de forma mais rápida entre os meios disponíveis, por utilizar radiofrequências pelo ar, além de contar com repetidoras em todo o país que aumentam a performance da transmissão.

Após a TV aberta, as transmissões mais rápidas são nesta ordem: TV a cabo, TV via fibra, TV via satélite e, finalmente, o streaming.

Isso vale, inclusive, para a TV Globo que está transmitindo as partidas em simultâneo na TV aberta e no streaming Globoplay. Por conta das tecnologias diferentes envolvidas nessas duas transmissões, o Globoplay também terá um atraso maior de imagem em relação ao da TV aberta.

Já entre os streamings, o canal Tecnoblog apontou que o Twitch é o que possui a transmissão mais rápida, seguido do YouTube e do Fifa+. Ironicamente, o streaming oficial da Fifa está entregando as imagens com 1 minuto e 10 segundos de atraso.

Por isso, para quem deseja assistir aos jogos o mais próximo possível do tempo real, escolha a TV aberta ou outro meio com menor tempo de delay.

E, caso a única opção disponível seja o YouTube, o site Núcleo Jornalismo ensinou um truque simples: experimente entrar nas configurações do vídeo (por meio do ícone da engrenagem) e selecione a velocidade do vídeo para 2x. Isso vai acelerar o carregamento do vídeo na plataforma e pode ajudar a reduzir o delay em alguns segundos.

Hemerson Brandão

Hemerson Brandão

Hemerson é editor e repórter, escrevendo sobre espaço, tecnologia e, às vezes, sobre outros temas da cultura nerd. Grande entusiasta da astronomia, também é interessado em exploração espacial e fã de Star Trek.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas