A memória constitui o que nós somos. Com ela retemos experiências e formamos a base para aprendermos. Se não houvesse uma forma de armazenamento de representações do passado, não teríamos uma solução para tirar proveito da experiência. E do repertório que vamos acumulando ao longo da vida. Memória é ter a capacidade de se colocar no presente, tendo em vista quem você foi e quem você almeja ser. É estar no controle e ter discernimento.

Baseado nessa temática, em parceria com o Telecine, montamos uma lista com indicações de materiais interessantes sobre memória. Confira!

Filme

Bem-vindo a Marwen

Mark Hogancamp (Steve Carell) é agredido por vários homens em um bar e entra em coma. Quando retoma sua consciência, ele perde completamente sua memória e para recuperar as lembranças, constrói uma maquete em miniatura de uma cidade belga chamada Marwencol, com bonecos representando os familiares e amigos próximos. O diretor Robert Zemecks conversa sobre homofobia, intolerância, preconceito, depressão, amor, tudo sob a perspectiva maior da fantasia vinda dos olhos de Mark.

Gerado a partir do documentário Marwencol, que apresentou ao mundo o artista plástico e fotógrafo Mark Hogancamp, que superou uma tragédia pessoal com um mergulho indiscriminado no lúdico, Zemecks refina o espelhamento que o próprio artista já estabeleceu entre o trabalho que o salvou e a própria vida, criada a partir dos escombros de memória.

E o melhor: este filme está disponível no catálogo do Telecine. Assista!

Livro

Para sempre Alice

Em Para Sempre Alice, a autora Lisa Genova narra a história de Alice Howland, professora e pesquisadora da universidade de Harvard. Dona de uma memória incrível, Alice jamais imaginaria que quando alcançasse a meia idade começaria a se esquecer das coisas mais pequenas, até o caminho de volta para casa. O mal de alzheimer é uma enfermidade incurável, de caráter degenerativo e com evolução progressiva. Com um conhecimento profundo sobre a progressão e instalação da doença, além de uma sensibilidade para narrar dramas familiares e pessoais, a autora estadunidense conta no livro os desafios enfrentados por Alice.

Conto

Memento Mori

Memento Mori é um conto escrito por Jonathan Nolan e foi a base para o filme Memento (Amnésia), dirigido por seu irmão Christopher Nolan. O nome refere-se à expressão Memento Mori, que no latim significa “lembre-se que você vai morrer”. Na história, um homem chamado Earl tem amnésia anterógrada. Por causa de sua incapacidade de se lembrar de coisas por mais de alguns minutos, ele usa notas e tatuagens para acompanhar as novas informações. Earl deve a sua condição a um ataque contra ele e sua esposa por um assaltante desconhecido. Sua esposa foi estuprada e morta e Earl sofreu ferimentos graves na cabeça, resultando em sua amnésia.

Aplicativo

Fit Brains Trainer

O objetivo desse aplicativo é estimular a memória, a velocidade de raciocínio e a lógica através de 360 sessões de treinamento. Utilizando um sistema de aprendizagem, os exercícios se adaptam ao nível de resposta de cada usuário e são divididos em três classes: iniciante, intermediário e avançado.

A interface deste aplicativo é bastante simples, intuitiva e com design leve, como devem ser os aplicativos que visam ganhos de raciocínio. O aplicativo foi desenvolvido por um renomado neurocientista norte-americano e serve também para aumentar o seu nível de concentração, habilidades visuais e ter mais força mental.

Este conteúdo é apresentado pelo Telecine, única plataforma dedicada exclusivamente a filmes. E vale lembrar que agora o Telecine é bem mais do que canais na sua televisão. Ele é também streaming para você assistir ao filme que quiser, pelo dispositivo que quiser e onde quiser.  Ao todo, o catálogo é formado por mais de 2.000 títulos, dos clássicos aos lançamentos saídos do cinema. Conheça os planos disponíveis e assine já!