O bumerangue é geralmente considerado o primeiro aparato voador feito pelo homem. A Austrália é conhecida por ser o “país do bumerangue”, mas este objeto de arremesso foi encontrado antes em outras partes do mundo, como na Europa e no Antigo Egito. O exemplar mais antigo que conhecemos foi descoberto na Polônia, esculpido a partir da presa de um mamute. Há dois tipos de bumerangues, e a física explica porque alguns deles voam de volta para você.

Bumerangues retornáveis e não-retornáveis

Bumerangues não-retornáveis são usados para a caça há pelo menos 20 ou 30 mil anos. Ao contrário de simples bastões de arremesso, eles eram esculpidos para, quando atirados corretamente, voarem em linha reta e permanecerem no ar pelo maior tempo possível.

O caçador era capaz de jogar o bumerangue primitivo através de grandes distâncias e acertar o animal que seria comido no jantar. Esses animais geralmente eram de pequeno porte, mas um bumerangue de peso decente podia atingir até mesmo animais como cangurus e emas. Dessa forma, o animal não conseguiria correr mais rápido que o caçador.

Acredita-se que, ao moldar um bumerangue não-retornável, alguém acidentalmente esculpiu um bumerangue em um formato que, quando atirado corretamente, voltaria voando para seu dono. Ele não era exatamente útil como arma de caça ou de guerra, por ser difícil de mirar e porque, caso conseguisse acertar seu alvo, ele não voltaria de um jeito ou de outro.

Supõe-se que esses bumerangues retornáveis tenham sido usados como parte de algum jogo, mas há poucas evidências para sustentar essas teorias. Ainda assim, a maioria dos estudiosos acredita nisso: dado que os bumerangues retornáveis não são muito úteis para a caça, eles podem ter sido usados por esporte, inicialmente pelos aborígenes da Austrália. No entanto, os antigos egípcios e muitos outros também produziram bumerangues; o faraó Tutancâmon tinha uma coleção de bumerangues retornáveis e não-retornáveis.

boomerang (2)

Volte para mim

Mesmo que existam muitas formas diferentes de se fazer um bumerangue, os retornáveis são tradicionalmente leves, feitos de madeira e consistem em duas asas separadas que se encontram em um ângulo no meio. A parte do meio forma um ponto central para as asas girarem, estabilizando o padrão do voo.

E o que faz um bumerangue retornável voltar? As asas dele são talhadas de forma muito similar às asas de um avião. Elas são achatadas embaixo e arredondadas em cima, o que desloca o ar de forma a criar menos pressão em cima e mais pressão embaixo, sustentando-o no ar.

Mas se você já tentou atirar um bumerangue, com certeza percebeu que o formato dele não é o único fator. Você também tem que atirá-lo corretamente para que ele volte até você: ou seja, quase na vertical, segurando-o por uma das asas, com a outra apontada para cima, e o centro apontando na sua direção – mais ou menos o oposto do que você faria com um frisbee.

Eis o porquê: à medida que o bumerangue gira no ar, a asa que está em cima se move pelo ar mais rápido porque segue na direção em que você a jogou. A outra asa, por sua vez, vai para o lado oposto. O resultado é que, ao cortar o ar, a parte de cima vai gerar mais sustentação do que a de baixo.

Por causa disso, o bumerangue não voa em linha reta. A diferença na sustentação da asa superior e inferior cria um torque – isto é, uma tendência de girar ou se retorcer – que acaba inclinando ligeiramente o plano de rotação do bumerangue, de modo que ele acaba voando em uma trajetória curva. (Isso é conhecido tecnicamente como precessão induzida por torque, ou precessão giroscópica.)

O torque se manterá razoavelmente constante durante o voo curto do bumerangue, assim como sua quantidade de rotação (momento angular). Por isso, o bumerangue vai voar em uma curva semelhante a um cone. Assim, se ele for lançado corretamente e o vento não interferir demais, o bumerangue vai voltar direto pra você. Para quem é inexperiente – ou para quem começa jogando um bumerangue relativamente pesado – isso nem sempre é algo bom.

boomerang (3)

Fatos bônus:

  • Os primeiros colonos ingleses na Austrália acreditavam que os bumerangues que viam nas mãos dos aborígenes eram espadas de madeira. Apenas em 1822, a palavra “bou-mer-rang” foi registrada para descrever o aparato. A palavra vem do povo Turuwal, que chamavam o bumerangue retornável de “boornarang”.
  • A forma ideal de jogar um bumerangue é segurá-lo em um ângulo de aproximadamente 20 graus. Ao atirá-lo, puxe-o para trás de você e gire seu pulso ao soltá-lo, o que dará ao bumerangue o spin que ele precisa para voltar até você.

Emily escreve para o site TodayIFoundOut.com, com muitos fatos interessantes. Clique aqui para assinar a newsletter “Conhecimento Diário”, ou curta a página no Facebook aqui.

Este post foi republicado com permissão de TodayIFoundOut.com. Fotos por chaf.haddadHenry Tseng e sidstamm/Flickr.