Todo mundo gosta de macarrão instantâneo, mas comer sempre o mesmo sabor picanha toda noite é chato. Temos aqui uma pequena lista de ingredientes que podem te ajudar a dar aquela turbinada no seu miojão — e te poupar da sensação de pobreza que fatalmente acompanha cada mastigada. Sim, o Giz também é culinária!

Nós conversamos com o Toshio Yamamoto, que escreve o blog de reviews de lamen* i-ramen.net, para pegar algumas dicas. Ele já degustou quase 4.500 sabores de macarrão instantâneo, mas não sem a ajuda de alguns ingredientes para incrementar os pratos. Em outras palavras, o cara entende do assunto.

* Lamen (ou ramen) é um prato típico japonês (apensar de ser de origem chinesa) que em muito se assemelha ao nosso miojo/macarrão instantâneo. Uma das principais diferenças é que o lamen é tradicionalmente servido com um caldo de carne ou porco, além de ervas e legumes.

Repolho

Crocante e ligeiramente doce, o repolho não apenas corta um pouco da gordura do macarrão como também traz mais textura ao prato. Com as mãos, rasgue uma porção do tamanho de uma bola de golfe e espalhe por cima da sua fumegante refeição.

Salsicha de presunto japonesa

Você consegue encontrá-las em pacotes com seis em qualquer mercado asiático (na falta de um desses perto da sua casa, faça as vezes com outro tipo de salsicha). Você só precisa de uma de cada vez, ou seja: um pacote dá para seis preparos — três dias por pacote. Por serem pré-cozidas, você não precisa de outra panela para cozinhá-las. Corte-a em pedacinhos compridos ou rodelinhas para adicionar um pouco de proteída ao seu caldo.

Ovo

O bom e velho tamago, a arma secreta de todo adolescente faminto algumas horas antes do jantar, é o truque mais velho do livro de hackear o seu lamen. Uma boa e fácil sugestão é cozinhar um e cortá-lo em rodelinhas para colocar no topo do prato. Faça o que fizer, acrescente um — o ovo é uma das poucas partes do lamen que faz bem para a saúde.

Milho

Menos de meia lata já está bom. Jogue por cima para adicionar um sabor adocicado e crocante à sua sopa. Se você estiver se sentindo confiante e quiser dar um novo nível de sabor para o milho, pode fritar levemente os grãos em uma frigideira com manteiga.

Brotos de Moyashi

Parece exótico? Não é. Moyashi não é muito mais do que o broto de um tipo de feijão, é barato e hoje em dia pode ser encontrado com relativa facilidade — não precisa necessariamente correr para um mercadinho asiático. Eles são crocantes e levemente apimentados, e o melhor: são dos ingredientes que realmente fazem bem para a saúde.

Nori

Metade da graça de cozinhar com Nori é vê-lo mudar de textura. O que começa como uma frágil folha, logo se transforma em um delicada película por cima da sua sopa. Elas são cheias de sabor e vitamina B, e são vendidas em pacotinhos com, tipo, um zilhão de folhas. Nori é uma coisa bacana de ter sempre por perto. E é tão gostoso!

Queijo parmesão

Quem não gosta de queijo? É saboroso, salgadinho e dá um gostinho que realmente  complementa o macarrão perfeitamente.

Manteiga

Sim, manteiga. Depois de derretida no caldo, ela dá aquela maciez, aquela engrossadinha que instantaneamente transforma o caldo ralo em uma sopa luxuosa.

Cebolinha

Os japoneses chamam isso de "negi" (e os americanos de "scallions", só por curiosidade), mas é apenas cebolinha. Seja qual for o nome, no Japão ela é um ingrediente obrigatório em qualquer lamen de respeito. Crocante e forte, ela ajuda a mascarar o fato de que você está comendo basicamente água com macarrão.

Créditos das imagens: Seattle Dream HomesSusan MernitFlickr user Preetam RaiFlickr user geishaboy500, e Flickr user Robert S. Donovan.