A Sony praticamente confirmou que a retrocompatibilidade estava morta quando eles lançaram o PS3 Slim sem suporte ao PS2, mas, só pra frisar, John Koller pregou mais alguns pregos no caixão em duas entrevistas recentes.

Koller disse ao Ars Technica que "[a retrocompatibilidade] não vai voltar", antes de completar, redundantemente: "não voltará". Pouco tempo depois, ao Kotaku, ele repetiu: "está fora de questão".



Algumas testemunhas oculares atestam que, após cada uma dessas afirmações, Koller ajoelhava-se no chão e ateava fogo a um dos modelos antigos do PS3, que possuíam a compatibilidade, cuspindo, chutando e proferindo palavras de exorcismo.

A postura da Sony quanto à questão da retrocompatibilidade é que os compradores do PS3 simplesmente não se importam mais tanto com isso. Apesar de ser um argumento facilmente criticável, eu não lembro quando foi a última vez que eu quis colocar um disco de PS2 dentro do meu PS3. [Ars e Kotaku]