Controles de Xbox e PS5 poderão ser usados no Apple Vision Pro

Fontes revelam que óculos de realidade virtual da empresa poderá ter suporte a controles de videogames. Lançamento está previsto para 2024
Apple Vision Pro headset
Imagem: Apple/Divulgação

Há muitas perguntas a respeito do novo Apple Vision Pro, mas uma delas pode ter sido respondida. Segundo uma newsletter do jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, o óculos futurista da empresa da maçã deverá ganhar suporte aos controles dos consoles Xbox Series e Playstation 5. Até o momento, a Apple não comentou sobre o assunto.

Segundo ele, a Apple testou várias ideias para controlar o dispositivo, como uma espécie de luva que detecta movimentos, mas que acabaram descartadas. Também foi considerado dar suporte a controles de realidade virtual de outras empresas, como da HTC. Mas no fim, acabou se decidindo pela saída mais elegante: controle pelo assistente de voz Siri e por meio de sensores que detectam o movimento dos olhos e das mãos. Além, é claro, de suporte aos teclados físicos do Mac.

Gurman já havia antecipado em janeiro que a empresa de Cupertino entraria no mercado de headsets de realidade virtual, que tem a Meta como principal concorrente. A Apple apresentou o Vision Pro em junho passado, durante o evento WWDC 2023.

Com relação a jogos, Gurman diz que a Apple não pretende criar um controle próprio, mas irá oferecer suporte aos utilizados no PS5 e no Xbox Series S e X. Porém, pelo que diz a newsletter, o suporte não deve se estender para o controle VR do PS5 — nem para o de nenhuma outra companhia concorrente.

Isso pode indicar que a Apple não vai focar em games de realidade virtual para seu novo dispositivo. Ou então, como especula o TechRadar, a empresa pode criar um certificado para produtos de terceiros selecionados. Isso é semelhante ao que existe hoje com o “Made for iPhone”.

Vision Pro terá menos unidades que o previsto

A Apple prevê lançar o Vision Pro em 2024. Os preços partem de US$ 3,5 mil (cerca de R$ 16,7 mil), mas haverá menos unidades à venda do que o previsto anteriormente.

Segundo informações revelada pelo jornal Financial Times, o complexo processo de fabricação do produto está atrasando a linha de montagem. Por isso, a expectativa mais otimista é que apenas 150 mil unidades sejam produzidas em 2024 — ante o planejamento inicial de 1 milhão de unidades.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem, um dos principais problemas está na fabricação das telas do headset. Elas consistem em dois displays micro-OLED, um para cada olho, e uma lente convexa que permite enxergar o ambiente externo. Esses são, de longe, os componentes mais caros do Vision Pro.

Uma fonte ouvida pela reportagem, o headset da Apple “é um dos produtos de consumo mais complexos já criados”. “Há vários tipos de tecnologia envolvidas no Vision Pro e eles sabiam que levaria um tempo para aumentar a produção”, disse Jay Goldberg, fundador da empresa de consultoria tecnologócia D/D Advisors. “Apple sabe que eles não terão lucro neste primeiro ano.”

Assine a newsletter do Gizmodo

Igor Nishikiori

Igor Nishikiori

Formado em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Já passou pelas redações da Editora JBC, São Paulo Shimbun, Folha de S. Paulo e Portal R7. Prefere o lado alternativo das coisas, de música a futebol.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas