O órgão americano CPSC (Comissão de Segurança de Produtos de Consumo) está pedindo a todos os proprietários do Galaxy Note 7 que parem de usar seus dispositivos. E, mais importante, a comissão está trabalhando com a Samsung para “anunciar formalmente um recall oficial” do aparelho.

Samsung confirma recall do Galaxy Note 7 após 35 relatos de problemas com a bateria
Galaxy Note 7 é associado a casos de explosão e incêndio em uma casa e um carro

Um recall formal da CPSC permite que o governo americano aprove o que a empresa (neste caso, Samsung) está fazendo. Isso também pode dar à Samsung mais credibilidade para sua solução, bem como protegê-la judicialmente contra clientes que não devolveram o aparelho.

A decisão da CPSC vem menos de duas semanas após relatos de explosão começarem a surgir em todo o mundo – em quartos de hotel, carros, garagens e mais.

Companhias aéreas e aeroportos estão instruindo passageiros a desligar e guardar o Note 7 para evitar explosões durante a viagem. Mike Isaac, repórter do New York Times, informa que a American Airlines fez o aviso verbal antes da decolagem. Outros tiveram a mesma experiência também na Lufthansa.

https://twitter.com/MikeIsaac/status/774994707587792896

A FAA (agência que regula a aviação civil nos EUA) emitiu um alerta aos passageiros aconselhando a não ligar nem carregar o Note 7 durante o voo. A autoridade de aviação civil dos Emirados Árabes Unidos proibiu o uso do dispositivo no avião, assim como a Scandinavian Airlines, Virgin Australia, Singapore Airlines e outras.

“Recall” desastroso

A Samsung está recolhendo todos os dispositivos Note 7 devido ao risco de explosão, especialmente ao carregar a bateria, pois ela tem células defeituosas.

Tecnicamente, a Samsung não fez um recall do Note 7 nos EUA, e sim um “programa de troca de produto”. O cliente tem duas opções: obter um Galaxy Note 7 novo aprovado pela CPSC; ou trocá-lo por um Galaxy S7 ou Galaxy S7 Edge com reembolso da diferença de preço.

No entanto, nem todo mundo está ciente de que precisa retornar o Note 7 o quanto antes – e o procedimento para fazer isso pode ser confuso.

Até a última sexta-feira, as principais operadoras americanas – AT&T, T-Mobile e Verizon – confirmaram ao Gizmodo que não receberam dispositivos da Samsung para o procedimento de substituição.

Uma fonte anônima, que pediu para ser identificada apenas por Matty, nos enviou um e-mail sobre a experiência frustrante de tentar substituir um Galaxy Note 7 na Verizon.

Primeiro, ele ligou para a Samsung, e a empresa disse que seria necessário ir a uma loja local da Verizon. Ao chegar lá, ninguém tinha respostas claras para ele:

Eu fui até a loja da Verizon onde eu comprei o aparelho, e disse que gostaria de trocá-lo por outro Note 7. Trinta minutos depois, após uma boa espera, um representante chegou e disse que eu poderia trocá-lo por outro modelo, ou devolvê-lo completamente. Eu disse que gostaria de trocá-lo por outro Note 7, deixando-o rapidamente com um olhar confuso.

Ele conversou com a gerência e viu que não tinha nenhuma informação da Samsung sobre como fazer isso, e que para trocar meu aparelho, eu precisaria entrar em contato com a fabricante.

Como foi a própria Samsung que direcionou Matty a uma loja da Verizon, ele decidiu ligar para o atendimento ao cliente da operadora – que também não sabia o que fazer.

samsung galaxy note 7 fogo (5)

Um porta-voz da Verizon confirma ao Gizmodo que não tem unidades de reposição do Note 7 para seus clientes; não sabe quando vai ter; e quando tiver, não será em quantidade suficiente para atender a todos que o compraram, pelo menos não inicialmente.

A situação não é melhor para clientes em outras operadoras. T-Mobile e AT&T não têm unidades do Note 7 para troca, então o jeito é pegar um Galaxy S7 ou ficar com o smartphone explosivo. A T-Mobile espera ter grandes quantidades do Note 7 para troca só em outubro ou novembro.

Nem mesmo quem comprou o Note 7 diretamente da Samsung teve sorte. A leitora Laura Bayne adquiriu duas unidades, e a resposta da empresa para o procedimento de substituição é ridícula:

Fui informada pelo representante da Samsung que minhas opções eram enviar os aparelhos de volta e comprá-los novamente depois que minha conta recebesse o crédito; ou comprar 2 novos telefones (por US$ 1.800) e retornar os originais e esperar pelo crédito.

Uma vez que o erro é deles, não vejo por que eu deveria ter que gastar tanto dinheiro adicional. Por que isso não funciona como uma troca normal, onde eles lhe enviam o novo produto e você tem 14 dias para devolver o antigo, senão eles te cobram?

A Samsung suspendeu as vendas do Note 7 globalmente, e lembra que “o produto ainda não foi comercializado no Brasil e seu lançamento no país será adiado”.

Esta é a declaração completa da CPSC:

Baterias de íons de lítio guardam muita energia em um espaço pequeno. Quando essas baterias superaquecem e explodem, os resultados podem ser graves. Por isso, a Comissão de Segurança de Produtos de Consumo pede a todos os consumidores que possuem um Samsung Galaxy Note7 que o desliguem e parem de carregar ou usar o dispositivo.

Este aviso ao consumidor é baseado em relatos recentes envolvendo baterias de lítio em determinados dispositivos Note7 que resultaram em incêndios. Estes incidentes ocorreram durante o carregamento e durante o uso normal, o que nos levou a pedir aos consumidores que desliguem seus Note7s.

A CPSC e a Samsung estão trabalhando cooperativamente para anunciar formalmente um recall oficial dos dispositivos o mais rápido possível. A CPSC está trabalhando rápido para determinar se um substituto do Galaxy Note7 seria uma solução aceitável para a Samsung e operadoras de telefonia fornecerem aos consumidores.

Aconselhamos a todos os consumidores que relatem incidentes de segurança de produto envolvendo baterias de lítio em smartphones no site www.SaferProducts.gov.

E esta é a declaração da Samsung, confirmando que está trabalhando com a CPSC. Tim Baxter, presidente da Samsung Electronics America, diz:

A Samsung continua a garantir que a segurança dos consumidores continue a ser a nossa prioridade. Estamos pedindo aos usuários que desliguem seus Galaxy Note7s e os troquem agora.

Novos dispositivos para substituir o Note7 serão emitidos para participantes do programa de troca após a conclusão do processo da CPSC. Nesse ínterim, os consumidores podem devolver o Note7 e trocá-lo por outro dispositivo.

Atualização: de acordo com o New York Post, um Note 7 teria explodido nas mãos de um menino de seis anos. No entanto, o aparelho na verdade era um Galaxy Core Prime. O título e o texto foram modificados para refletir isto.

Fotos via Reddit