Pelo visto, a imagem do Galaxy Note 7 está irremediavelmente manchada: o smartphone vem sendo associado a desastres como o incêndio de uma casa e de um jipe nos EUA, devido a uma falha na bateria. Uma empresa aérea já proíbe que o smartphone seja carregado no avião, e a FAA (agência que regula a aviação civil nos EUA) tem uma recomendação parecida.

Samsung confirma recall do Galaxy Note 7 após 35 relatos de problemas com a bateria

Autoridades estão investigando um incêndio residencial em Horry County, Carolina do Sul, que estaria ligado ao smartphone da Samsung. O bombeiro Wesley Hartzog colocou um Galaxy Note 7 para carregar dentro da garagem de casa no domingo passado. Ele então saiu para pegar as duas filhas e, quando voltou para casa, encontrou a garagem em chamas.

Hartzog diz ao Gizmodo via Facebook Messenger que comprou o smartphone por volta de 20 de agosto, logo quando foi lançado. Ele diz que não notou nada estranho quando o ligou à tomada no domingo.

samsung galaxy note 7 fogo (1)

Os investigadores ainda não determinaram com certeza que o aparelho foi a causa do incêndio, mas suspeitam que esse pode ser o caso. “A origem do fogo ainda não foi confirmada,” diz Hartzog. Ele não sabia sobre o recall da Samsung, e agora está morando com a família em um hotel. Felizmente, ninguém ficou ferido no incêndio.

A Samsung fez recall de 2,5 milhões unidades do Note 7 nos EUA. No entanto, a empresa não passou por procedimentos adequados para tanto: se ela tivesse cooperado com a Comissão de Segurança para Produtos ao Consumidor, haveria um esforço coordenado para retirar o Note 7 das prateleiras e orientar mais rapidamente os órgãos federais sobre o que fazer.

samsung galaxy note 7 fogo (1)

Enquanto isso, segundo a FOX 13 News, um jipe pegou fogo em St. Petersburg, Flórida por causa do smartphone. Nathan Dornacher e a família tinham acabado de voltar para casa após o feriado quando o incêndio começou. Ele deixou o Note 7 no carro para carregar enquanto guardava um objeto em casa, e então pediu à filha de 8 anos para voltar ao veículo – até perceber que algo estava errado.

Os bombeiros conseguiram conter o fogo, mas era tarde demais para o jipe ​​de Dornacher, que sofreu perda total. No Facebook, ele postou uma série de fotos documentando o dano, e explicou:

Não era o churrasco que eu queria no meu dia de folga. Fomos para uma venda de garagem para pegar uma mesa para [a filha] Bonnie, voltamos para casa para descarregá-la do carro, deixamos o ar-condicionado ligado, pensamos em pegar o cachorro e Bonnie e ir para a Petco, eu voltei para o carro para pegar meu celular, que estava no carregador (eu e Lydia sempre disputamos o carregador de casa), abrimos a porta e vimos chamas dentro… abrimos a porta e estava tudo pegando fogo, corremos para dentro para pegar o extintor – que, claro, não encontramos – e gritei para a Lydia chamar o Corpo de Bombeiros. Bem, aqui está o resultado final…

samsung galaxy note 7 fogo (4) samsung galaxy note 7 fogo (3)
O jipe e o smartphone após o incêndio

A Samsung disse à FOX 13 que tinha “conhecimento do incidente”, e que estava “trabalhando com o Sr. Dornacher para investigar o caso e garantir que faremos tudo o que pudermos por ele”.

No entanto, Dornacher disse no Facebook que a empresa inicialmente não ajudou muito: “a Samsung me dispensou depois de mais de uma hora no telefone esta manhã. Nunca retornou a ligação como prometido. Acho que é hora de chamar um advogado.”

samsung galaxy note 7 fogo (6)

Por sua vez, um relato não-confirmado no Reddit alega que um Note 7 explodiu espontaneamente no quarto de um hotel na Austrália, supostamente causando mais de US$ 1.300 em danos.

“Ele borbulhou e o aparelho se abriu. Depois, surgiram chamas e fumaça; quase tive um ataque de pânico vendo isso ao acordar”, diz o usuário Crushader.

Para evitar incidentes semelhantes, a companhia aérea australiana Qantas pede aos clientes que não carreguem a bateria do Note 7 no avião. Um porta-voz diz ao Sydney Morning Herald: “após o recall mundial do dispositivo eletrônico pessoal (PED) Samsung Galaxy Note7, pedimos que os passageiros não carreguem sua bateria a bordo”.

A FAA, nos Estados Unidos, tem um pronunciamento semelhante:

À luz dos recentes incidentes e preocupações levantados pela Samsung sobre seus dispositivos Galaxy Note 7, a Federal Aviation Administration aconselha os passageiros a não ligar nem carregar esses dispositivos a bordo de aeronaves, e não os colocar em bagagens despachadas.

Nos EUA, a Samsung está oferecendo um Galaxy S7 ou S7 edge para quem comprou o smartphone explosivo, devolvendo a diferença no preço dos aparelhos e dando um gift card de US$ 25 “como um gesto de agradecimento”. A empresa lembra que “o produto ainda não foi comercializado no Brasil e seu lançamento no país será adiado”.

Primeira foto via Reddit