A Estação Espacial Internacional, que comemorou 15 anos este mês, foi recentemente equipada com um canhão. Seu nome é J-SSOD e está ligado ao módulo japonês Kibo. Mas não se preocupe: este canhão não dispara raios laser nem torpedos de prótons: ele atira pequenos satélites, conhecidos como CubeSats.

Os CubeSats são nanossatélites da NASA em forma de cubo. Há diversos tipos: os PhoneSats, por exemplo, usam como cérebro um smartphone Android (Nexus One e Nexus S). Eles são pequenos, medindo até 10 × 10 × 10 cm, e não pesam mais do que 1,33 kg.

Além disso, eles possuem custo relativamente baixo, chegando a até US$ 3.500. Os CubeSats permitem experimentos simples no espaço, como medir temperatura e dados magnéticos, tirar fotos da Terra e exibir uma mensagem em código Morse no céu.

cubesats (3)

E tem mais: eles não exigem toda a expertise de uma agência espacial para serem feitos. Durante os últimos sete anos, estudantes de ensino médio em uma escola técnica dos EUA criaram o TJ3Sat, satélite em formato de cubo que foi para o espaço este mês. Lá, ele receberá mensagens de texto para convertê-las em áudio e transmiti-las através de uma rádio amadora.

De acordo com a JAXA, agência espacial japonesa, o braço robótico J-SSOD “é um mecanismo para lançar pequenos satélites projetados de acordo com a especificação do projeto CubeSat… soltando-os em órbita”.

A NASA explica que a foto, tirada em 19 de novembro, mostra três CubeSats sendo atirados ao espaço pelo braço robótico do laboratório Kibo. Os CubeSats chegaram à ISS na quarta missão japonesa para transporte de carga. [NASA]

cubesats (2)

Fotos por NASA