O BigDog da Boston Dynamic já é uma besta impressionante e assustadora, mas a DARPA parece ter planos maiores em mente e está solicitando um BigDog ainda mais inteligente e ainda maior. O robô atualizado precisaria portar 200kg de carga, andar por 32km sobre qualquer terreno e sobreviver sem ser reabastecido por um dia inteiro para atender ao gosto da DARPA. Além disso, ele precisaria ser muito mais silencioso para ser útil em situações reais de combate e ter um cérebro mais astuto para poder manobrar-se de forma autônoma.

Ele precisaria lidar com escadas, perigos aquáticos, níveis desérticos de calor e níveis árticos de neve e gelo, navegar por waypoints marcados por GPS e ainda precisará atender a comandos por voz e gestos – nesta hora você imagina um soldado gritando “senta!” pro robô e soltando uma risadinha de leve. Mas só de leve mesmo, já que nenhum destes recursos parece ser muito incrível, dado o desenvolvimento já impressionante do BigDog.



Só tem uma coisa triste na história: a DARPA chamou a nova máquina de “Sistema Andarilho de Apoio a Pelotão”, ou L3. Seria pedir muito para estes ditos intelectuais militares da agência de pesquisa de defesa exercitarem as suas imaginações e a chamarem de K9? Nome muito melhor…. [FedBizOpps via DangerRoom]