Não é ficção científica. Neste 4 de maio, confira as espécies da natureza que foram nomeadas em homenagem aos personagens mais icônicos de Star Wars.

Trigonopterus chewbacca

O Trigonopterus chewbacca é um besouro encontrado na ilha de Nova Guiné, no Oceano Pacífico. Bem diferente do personagem que inspirou seu nome – o amado Chewbacca –, o inseto é bem pequeno, alcançando não mais do que 4 milímetros de tamanho. 

O besouro preto, além de ser incapaz de voar, assemelha-se ao Chewie por outro motivo: ele possui escamas que lembram pelos em suas patas e cabeça.

Yoda purpurata

O mestre jedi oceânico foi encontrado em 2012 nas profundezas do Atlântico Norte. Ele pode até parecer uma água-viva, mas é, na verdade, um verme marinho da classe dos hemicordados.

A inspiração para o nome veio das protuberâncias na lateral de sua cabeça. Mas, enquanto o mestre Yoda tem orelhas, o pequeno nadador tem lábios.

Darthvaderum greensladeae

Este artrópode australiano foi batizado em 1996 pelo biólogo Glenn Hunt. O ácaro recebe o nome do Lorde Sith devido a uma imagem de microscópio que, convenhamos, lembra bastante o vilão. Mais uma das espécies icônicas que nos remete ao Universo de Star Wars.

Xenokeryx amidalae

O Xenokeryx amidalae também não deixa dúvidas. O ruminante já extinto é a cara de Padmé Amidala, personagem da segunda trilogia de Star Wars. 

Pesquisadores identificaram três chifres no animal, que viveu há 16 milhões de anos. Foram estas protuberâncias que levaram ao seu nome, já que elas lembram os penteados usados pela rainha em Naboo.

Hoolock tianxing

Imagem: Reprodução

O queridinho da saga não poderia ficar de fora. O Hoolock tianxing, também conhecido como Skywalker hoolock gibbon, é um macaco que vive no alto de florestas do sudoeste asiático. 

O animal parece caminhar no céu, o que rendeu a ele este nome. Infelizmente, o mamífero corre risco de extinção devido à caça e diminuição de seu território.