O Linktree lançou nesta semana novos recursos para que criadores de conteúdo possam divulgar os seus tokens não fungíveis. Isso inclui a possibilidade de exibir uma galeria de imagens, bloquear links com contratos inteligentes e utilizar artes NFTs para customizar o perfil.

Para quem ainda não conhece a plataforma, o Linktree é um agregador de links que permite aos usuários construir rapidamente uma página na internet para listar os seus endereços de sites, canais ou perfis em redes sociais. O serviço disponibiliza um link único para divulgação nas bios do Instagram ou do Twitter.

“Vimos que criadores e usuários do Linktree estão adotando NFTs e estão prontos para mais ferramentas que atendam significativamente às suas necessidades neste espaço”, afirmou a empresa em comunicado.

Os novos recursos NFTs do Linktree

Para lançar as novas funcionalidades, o Linktree fez uma parceria com a OpenSea – considerada um dos maiores mercados de NFTs do mundo. Usuários vão poder exibir diretamente no Linktree qualquer coleção NFT listada na plataforma.

Outra novidade é a ferramenta “NFT Gallery Link”, em que é possível criar uma galeria de até seis NFTs, para que os visitantes possam vê-los diretamente no perfil do usuário no Linktree.

Há também o sistema “NFT Lock”, em que é possível bloquear links no Linktree por meio de um endereço de contrato inteligente. Dessa forma, apenas os visitantes que possuem NFTs de uma coleção específica podem acessar links exclusivos. A ideia é que o recurso ajude os criadores a aumentar as vendas, além de oferecer vantagens aos proprietários de tokens. O bloqueio também serve para links de vídeos no YouTube e Vimeo, para que apenas os proprietários de NFTs possam desbloqueá-los.

E, para ajudar a construir uma identidade online, também é possível personalizar o Linktree com artes NFTs, podendo usá-las na imagem de perfil e também a de fundo. As imagens exibidas são verificadas e apresentam um crachá para que os visitantes saibam que os NFTs são reais.

Segundo o Linktree, essas novidades visam oferecer “oportunidades ilimitadas” aos usuários, preparando-os para a chegada da Web3. “À medida que o ecossistema de criadores migra para essa nova iteração da Internet, estamos empolgados com o Linktree para fornecer um lar para os criadores agregarem seus ativos digitais e mostrarem o que é importante para eles”, diz a empresa.