por Daniel Junqueira

As opções de notebooks voltados para jogos crescem no Brasil: agora foi a vez da Alienware, marca da Dell, lançar máquinas ultra potentes (e caras) por aqui para agradar aqueles que exigem o melhor desempenho possível na hora de jogar no computador.



Os notebooks já estão nas lojas. São dois modelos: o Alienware 15, com tela de 15 polegadas, e o 17, com 17 polegadas. Eles podem ser montados pelo site da Alienware e custam a partir de R$ 9.999 (15) ou R$ 13.299 (17). No varejo, serão vendidos em modelos fixos, sem opção de personalização – mas com a vantagem de estarem prontos e o consumidor poder sair da loja já com o notebook em mãos.

Para as especificações técnicas, o Alienware 15 pode ter processador Intel Core i5 (6300HQ) ou i7 (6700HQ ou 6820HK), placa de vídeo NVidia GeForce GTX 965M, GTX 970M ou GTX 980M. Também é possível escolher uma tela IPS Full HD ou 4K. Já o 17 pode ter processador Intel Core i7 6700HQ ou 6820HK, além das placas gráficas NVidia GeForce GTX 970M ou GTX 980M – também com opção de tela Full HD ou 4K.

Eles são notebooks premium e isso é fácil de perceber no acabamento: o corpo é de alumínio anodizado e o interior tem fibra de carbono, o que ajuda a manter o dispositivo mais leve (o de 15 polegadas tem 3,2 kg, enquanto o de 17 polegadas pela 3,7 kg). Os notebooks também contam com a tecnologia AlienFX, que posiciona luzes na sua carcaça que podem mudar de cor de acordo com as ações dentro do jogo – são mais de 100 títulos compatíveis.

Amplificador gráfico

aceleradorgrafico

A Alienware também trouxe ao Brasil o seu amplificador gráfico, um acessório que pode ser ligado ao notebook para oferecer mais poder de processamento de imagens. Gamers de PC são bastante exigentes, e a ideia da Alienware aqui é oferecer o que desktops oferecem, mas com a portabilidade de um notebook. O amplificador gráfico, que custa R$ 1.499, pode abrigar placas potentes como uma GTX Titan ou qualquer outra pensada para desktops.

Ao ser conectado ao notebook, ele passa a ser o responsável pela parte gráfica. Assim, você pode ter um notebook compatível com dispositivos de realidade virtual, caso esteja disposto a gastar todo o dinheiro necessário para ter um desses notebooks, mais uma placa compatível, e mais os R$ 1.499 do amplificador gráfico.