As mulheres asiáticas de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis são as mais ferozes que já apareceram no Universo Cinematográfico da Marvel. Mesmo que a história tenha Shang-Chi (Simu Liu) como centro, elas são lutadoras igualmente fortes. Conversamos com a novata Meng’er Zhang e com o diretor Destin Daniel Cretton para saber mais sobre os bastidores de um dos melhores recursos do filme.

A mãe de Shang-Chi, Jiang Li (interpretado por Fala Chen), é a primeira pessoa a vencer Xu Wenwu (Tony Leung) em uma luta. Embora proibida por seu pai, Wenwu de praticar artes marciais, Xialing (Meng’er Zhang) treina-se física e mentalmente para liderar seu próprio império de luta clandestino.

Jiang Nan (Michelle Yeoh) atua como a professora de nosso herói, demonstrando habilidades mágicas nas artes marciais. Katy (interpretada por Awkwafina) descobre seus poderes de arco e flecha e atira na garganta de um demônio em um momento crítico do filme.

“Foi parte natural do processo ter Shang-Chi cercado por tantas mulheres fortes”, diz o diretor Destin Daniel Cretton. “Eu acho que naturalmente surgiu, por conta do drama principal deste filme (uma relação contenciosa entre [Shang-Chi] e seu pai) tê-lo rodeado por mulheres que não são apenas personagens coadjuvantes, mas estão todas em suas próprias jornadas… Mulheres que estão meio que chutando o traseiro dele ao longo do filme e se sentem bem.”

Michelle Yeoh em Shang-Chi (Divulgação/Marvel)

Além de serem as lutadoras mais fortes, as mulheres em Shang-Chi também denunciam o sexismo na tela. Ao falar sobre Wenwu para Katy (Awkwafina), Xialing diz “não fale nada e ele vai esquecer que você está lá, foi assim que sobrevivi.”

Em outra cena, Jiang Nan (Yeoh) contrasta a aldeia da mãe de Xialing com o complexo de seu pai, dizendo a Xialing que “treinamos como iguais… você já esteve nas sombras por tempo suficiente.” Para aqueles que seguiram a carreira de Yeoh, provavelmente não deveria ser nenhuma surpresa saber que a cena entre Nan e Xialing realmente foi ideia dela.

Cretton conta que quando Michelle Yeoh apareceu em Sydney, “ela estava digerindo o roteiro e disse que não fazia nenhum sentido lógico para ela, por ela não ter um momento com Xialing, capacitando-a para sair das sombras pela primeira vez.” Ele acrescentou: “Quer dizer, este é o filme de Shang-Chi, mas se você assistir da perspectiva de Xialing, acho que você também está vendo esses momentos em que ela está em uma trajetória semelhante, explorando um poder dentro dela que ela não sabia. ”

Além da atriz Michelle Yeoh trazer sua cena de empoderamento feminino para a mesa, Meng’er Zhang também transformou sua personagem depois de ler um artigo da Teen Vogue de 2018, sobre como o tropo das mulheres asiáticas rebeldes com cabelos coloridos é problemático. “Originalmente, meu personagem tinha algumas extensões vermelhas estranhas sob o cabelo”, disse Zhang.

Awkwafina em Shang-Chi (Divulgação/Marvel)

“Já tínhamos rodado o filme há mais de um mês quando li um artigo da Teen Vogue. Ele diz como as personagens femininas asiáticas nos filmes de Hollywood sempre têm um toque de cor em seus cabelos para mostrar que são rebeldes. Elas são duronas, elas podem lutar”. Zhang disse que não queria que Xialing seguisse essa tendência porque se sentia única. “Então, conversei com nosso diretor Destin. Eu perguntei a ele se poderíamos retirá-lo, eles me apoiaram e concordaram comigo.”

Cretton compartilhou sua própria versão dessa troca conosco. “[Meng’er] me enviou este artigo sobre como as personagens femininas asiáticas geralmente nos filmes não usam sua cor de cabelo natural, que os personagens costumam usar cores para mostrar que são rebeldes (…) e isso por si só estava contribuindo para um certo tipo de estereótipo ”, disse ele.

“Quando ela enviou isso, perguntou se seria tarde demais para mudar e, para o crédito da Marvel, eles nem vacilaram. Nós instantaneamente mudamos seu cabelo daquele ponto em diante e depois voltamos, com câmeras filmagem e com a magia do VFX removemos tudo.”

Fala Chen em Shang-Chi (Divulgação/Marvel)

No final do filme, fica claro que Shang-Chi não é a única asiática com futuro no MCU. Em um dos clássicos pós-crédito do estúdio, Wong (Benedict Wong) convida Shang-Chi e Katy para se encontrarem com Bruce Banner (Mark Ruffalo) e a Capitã Marvel (Brie Larson).

Na outra cena pós-crédito, Xialing assumiu o controle dos Dez Anéis no complexo que outrora pertenceu a seu pai. Ela treina novas mulheres para lutar ao lado dos homens, transformando o complexo com murais gigantes de mulheres guerreiras para refletir sua nova liderança.

Assine a newsletter do Gizmodo

Será que ela é boa ou má? Só o tempo irá dizer. Quando perguntada sobre o que virá com Xialing, Zhang é esperançosa sobre o futuro de mulheres asiáticas no MCU: “desejo que ela permaneça forte e firme, trazendo mais surpresas para o público”.