Quando o Disney Plus foi lançado, ele incluía um vago aviso anexado a alguns de seus conteúdos mais antigos e mais, digamos, racistas, citando-os como desatualizados. Recentemente, esse aviso ficou muito mais específico.

Conforme apontado pela NPR, a Disney mudou recentemente a mensagem que aparece antes de determinados conteúdos de streaming no Disney Plus, tornando a mensagem mais forte e elaborada. A mensagem agora é muito mais específica em relação ao tipo de conteúdo que está sendo alertado e contém um link para um site da Disney com mais informações.

Veja o que o comunicado diz agora, de acordo com a Disney:

Este programa inclui representações negativas e/ou maus-tratos de pessoas ou culturas. Esses estereótipos estavam errados na época e estão errados agora. Em vez de remover esse conteúdo, queremos reconhecer seu impacto prejudicial, aprender com ele e iniciar conversas para criarmos juntos um futuro mais inclusivo.

A Disney está comprometida a criar histórias com temas inspiradores e aspiracionais que reflitam a rica diversidade da experiência humana em todo o mundo.

Para saber mais sobre como as histórias impactaram a sociedade, visite www.disney.com/StoriesMatter

O site vinculado inclui mais informações sobre os motivos da Disney para incluir o aviso, que são supostamente “para desencadear uma conversa e um diálogo aberto sobre a história que afeta a todos nós” e “reconhecer que algumas comunidades foram apagadas ou esquecidas completamente, e estamos comprometidos a dar voz às suas histórias também”.

A página também inclui algumas explicações muito interessantes para alguns exemplos de conteúdo, todos filmes antigos da Disney: Aristogatas, Dumbo, Peter Pan e A Família Robinson. Aqui está a descrição da própria Disney do conteúdo racista de Dumbo, por exemplo:

Os corvos e os números musicais prestam homenagem a shows de menestréis racistas, onde artistas brancos com rostos pintados de preto e roupas esfarrapadas imitavam e ridicularizavam africanos escravizados nas colônias do sul. O líder do grupo em Dumbo é Jim Crow, que compartilha o nome das leis que impunham a segregação racial no sul dos Estados Unidos. Em “The Song of the Roustabouts”, trabalhadores negros sem rosto trabalham enquanto cantam frases ofensivas como “Quando recebemos nosso pagamento, jogamos nosso dinheiro fora”.

O que, sim, é extremamente racista. O movimento parece uma resposta às críticas à mensagem de aviso original, que era muito genérica sobre os tipos de conteúdo que geraram o aviso em primeiro lugar, o que, no que diz respeito aos iniciadores de conversa, não é exatamente eficaz. Isso definitivamente parece um movimento na direção certa.

A página Stories Matter também inclui uma lista de consultores por trás do programa de diversidade da empresa e as novas mensagens no Disney Plus; a lista inclui a African American Film Critics Association e o GLAAD Media Institute.

Não custa lembrar que o Disney Plus será disponibilizado no Brasil em 17 de novembro.