Desde a revelação que Palpatine estaria em A Ascensão Skywalker, fãs se perguntam como Imperador voltou à vida após cair de um fosso no Episódio VI de Star Wars.

Em uma nova postagem do blog oficial de Star Wars, um membro do Lucasfilm Story Group explicou “A Contingência”, nome cânone à explicação de como isso ocorreu.

Aparentemente, Palpatine planejava isso antes mesmo de reunir Luke e Darth Vader no final de O Retorno de Jedi.

Pela primeira vez a história é oficializada e reunida em um só local, coletando informações que antes estavam em livros, quadrinhos e até em Fortnite.

Em resumo da extensa coluna escrita por Emily Shkoukani, o plano dele consistia em ter sua consciência transferida a um clone em Exegol, onde costumava fazer experimentos (ainda vivo) com clones, recrutando certas pessoas do Império para reformular o passado. Essas missões foram batizadas “Operation: Cinder”, traduzida às vezes como Operação Cinzas.

Enquanto executava planos para exterminar o antigo Império,  Palpatine “clonado” fez certas coisas em Exegol. Primeiro, ele um novo exército, que seria a Ordem Final, procurando por um receptáculo para renascer. Ele então encontrou um corpo ideal: sua neta, Rey.

Tudo começou quando um clone dele, Snoke, que por meio de Luke e Kylo Ren teria ajudado a guiá-la para seu avô. Na história não é explicado se foi algo bem arquitetado ou se há conexões com a Força, por sinal. Rey poderia juntar-se ao Lorde Sith e virar a “Dark Rey” que vimos no Episódio IX e isso resultaria no retorno de Palpatine. Ao invés disso, ela usou a Força (e ajuda de outros Jedi) para matá-lo de uma vez por todas.

A princípio, este é o fim da Contingência. De certa forma, faz algum sentido, porém, ainda soa como o resultado de uma ação preguiçosa da Lucasfilm, como se eles tivessem só metade do quebra-cabeça e quiseram colar todas as peças de uma forma que fizesse um pouco de nexo.

Assine a newsletter do Gizmodo

Há furos de roteiro e perguntas não respondidas, como: a Contingência tinha uma própria Contingência? Por ora, a pergunta parece ser não.

Caso outro cineasta queira surgir com uma nova ideia, qual garantia há de o que foi oficializado, de repente, mudar? Como tudo é possível, até a morte de Palpatine, não temos nada a duvidar.