Um periscópio submarino é uma ferramenta útil para reconhecimento, porém ela acaba colocando a embarcação em risco, pois facilita a visualização da embarcação. Como uma alternativa, pesquisadores da Universidade Johns Hopkins criaram um drone à prova d’água que pode emergir da profundidade com direção aos céus para fornecer uma vista aérea.

>>> Polícia holandesa mostra como está treinando águias para capturar drones
>>> As corridas de drones estão começando a ficar bem empolgantes

Chamado de CRACUNS (Corrosion Resistant Aerial Covert Unmanned Nautical System), o drone pode ser acoplado na parte de fora de um submarino e só ser acionado para operações de inteligência — tudo isso sem colocar em risco um submarino que custa milhões de dólares.

Criado com peças feitas em impressora 3D, os componentes eletrônicos do CRACUNS ou são protegidos com caixas estanque, ou estão cobertos com um revestimento que repele a ação da água, como ocorre com os quatro motores. O método ajuda a manter baixo o preço do drone. Dessa forma, ele pode ser tratado como um dispositivo descartável e que só é empregado quando houver situações de risco para grandes embarcações.

drone-anfibio

Durante os testes, os pesquisadores da Universidade Johns Hopkins deixaram o CRACUNS submergir em água salgada por quase dois meses sem afetar a habilidade dele de voar. Isso significa que os drones podem secretamente afundar quando tiver passando um avião e ficar um bom tempo por lá, e só sair do local depois que for novamente preparado para voar e reunir mais informações da área.

[Universidade Johns Hopkins via Gizmag]