Uma miragem – sabe, tipo um oásis imaginário quando você está atravessando um interminável deserto. Ou como esta barcaça-fantasma, feita de 32 toneladas de malha de fios soldados, que está flutuando nas águas de Veneza agora.

A segunda miragem na verdade é o pavilhão da Croácia para a Bienal de Veneza, um evento de arte contemporânea que acontece a cada dois anos. Ela foi criada por 14 importantes arquitetos croatas, que transformaram 30 toneladas de fios em 40 camadas sinuosas para criar uma espécie de Fata Morgana arquitetônica.

Eu não tenho certeza, mas acho que este pavilhão pode ultrapassar a Seed Cathedral da Shanghai Expo como o trabalho arquitetônico que mais me fez questionar a integridade do tecido espaço-tempo. [Pavilion.hr via Arch Daily]

Imagem inicial por Zelimir Grzancic