Os óculos inteligentes Echo Frames da Amazon não são mais exclusivos apenas para convidados. Isso mesmo: nós, meros mortais, agora podemos colocar a Alexa na cara por US$ 250.

Anunciados no ano passado, os Echo Frames eram inicialmente parte da iniciativa Day 1 Editions da empresa — uma espécie de programa de teste beta em que algumas pessoas são convidadas a experimentar novos produtos.

Essa versão dos óculos tinha um preço de varejo de US$ 180. Então, por que o aumento de US$ 70? Para o lançamento público, a Amazon diz que aprimorou os óculos com melhor áudio, bateria mais longa, mais opções de cores e também alguns novos recursos.

Para começar, os Echo Frames vão agora ajustar automaticamente o volume com base no seu ambiente. Basicamente, se você estiver em um lugar barulhento, eles aumentarão o volume, e se você estiver em um lugar mais silencioso, a Alexa não gritará tão alto em seus ouvidos.

No blog do Day 1, a Amazon também diz que aumentou a vida útil da bateria em até 40% para reprodução contínua em 60% do volume em comparação com a versão anterior. Você também poderá desligar os óculos: basta colocá-los de cabeça para baixo por três segundos. Esse recurso, diz a Amazon, foi projetado para ajudar a prolongar a bateria.

Por outro lado, os Frames ainda suportam o VIP Filter. Esse recurso permite priorizar aplicativos e contatos e, assim, escolher por quem ou o que você realmente deseja ser incomodado. Nos Frames de segunda geração, no entanto, a também acrescentou suporte para agendas e mensagens em grupo. (Por que alguém colocaria notificações de grupos de mensagens nos óculos? Eu sinceramente não entendo!)

As novas armações terão três opções de estilo, incluindo uma versão casco de tartaruga e uma com tom azulado. Se você preferir algo menos chamativo, você pode optar pela versão toda preta. A Amazon também fez uma parceria com a LensCrafters para os usuários que precisam de lentes com grau para enxergar. Esses são alguns toques interessantes, já que óculos são tanto um item de moda quanto um equipamento médico, o que impede que algumas pessoas testem modelos inteligentes.

Mesmo assim, nem todos os experimentos com vestíveis da Amazon parecem ter funcionado bem. Os Echo Frames saíram do programa Day One, mas o mesmo não pode ser dito do anel inteligente Echo Loop.

“O espírito das Day 1 Editions é que nem todas as invenções sairão do programa”, disse um porta-voz da Amazon por e-mail. “Os Echo Frames serão vendidos ao grande público, mas também decidimos que o Echo Loop não avançará além do Day 1 Edition, e a produção e as vendas serão encerradas.”

No entanto, para os convidados que compraram o anel, a Amazon diz que continuará a fornecer atualizações e suporte, embora não tenha dito por quanto tempo.

Parece que as gigantes de tecnologia se recusam a deixar o sonho dos óculos inteligentes morrer — apesar de vários fracassos recentes. A Bose, que fabricava óculos de sol de realidade aumentada apenas com áudio, fechou sua divisão de AR no início deste ano. A North, uma startup promissora de óculos inteligentes, também não vingou.

Mas, além da notícias da Amazon, a Oppo revelou esta semana que planeja lançar seus próprios óculos AR em 2021. O Facebook também está trabalhando com a Ray-Ban, e há fortes rumores de que a Apple vem desenvolvendo um produto desse tipo também.

Se a ideia de colocar a Alexa em seu rosto parece algo divertido, as vendas dos Frames nos EUA já começaram, com entregas previstas para 10 de dezembro.