Na próxima segunda-feira (14), será um ótimo dia para ficar de olho no céu. Isso porque teremos um eclipse solar que deve durar cerca de 2 minutos e 9 segundos. Infelizmente, só será possível ver a Lua cobrir totalmente o Sol se você estiver no Chile ou na Argentina.

Ainda assim, no Brasil, será possível observar o eclipse parcial por volta do meio-dia. O escurecimento máximo do Sol deve ocorrer perto das 14h (horário de Brasília). Já no caso do eclipse total, o dia vai escurecer na Argentina e Chile, o que significa que será possível visualizar mais dois fenômenos: o cometa Erasmus e a chuva de meteoros Geminídeas.

Em entrevista à Forbes, Jay Pasachoff, professor de astronomia do Williams College, em Massachussetts, alertou que não devemos ficar muito esperançosos em relação ao cometa Erasmus, no entanto. Considerando que ele estará visível de um ângulo muito próximo ao Sol, talvez a área não esteja escura o suficiente para que possamos distingui-lo no céu.

No caso da chuva de meteoros Geminídeas, que estará em seu auge no dia 14, a expectativa é que ela possa ser observada em diferentes partes do mundo. Serão cerca de 60 meteoros por hora, de acordo com a NASA, sendo que no hemisfério sul, só poderemos ver cerca de 25% do fenômeno em relação à região norte do planeta. Ainda assim, é um espetáculo a ser acompanhado.

Para quem for tentar ver o eclipse solar, vale lembrar que nunca devemos olhar diretamente para o Sol, mas utilizar óculos especiais ou projeção indireta. Outro jeito de assistir ao evento é pela NASA TV, que irá transmitir o evento a partir das 12h30 do horário de Brasília.

[Forbes, CNET]