Até 2024, a maioria das reuniões virtuais de negócios será feita no metaverso. Pelo menos, é o que acredita Bill Gates.

No último fim de semana, o cofundador da Microsoft publicou um artigo em um blog pessoal em que faz algumas previsões sobre o futuro. Apesar de a maioria delas estar relacionada à pandemia ou outras doenças, ele também teceu comentários sobre avanços tecnológicos no metaverso.

Segundo Gates, em até 3 anos, será comum que os usuários passem a utilizar avatares digitais para se encontrarem virtualmente com outras pessoas, oferecendo a sensação de estar numa sala real com elas.

Tudo isso deve ser feito por meio de óculos de realidade virtual e luvas de captura de movimento. O empresário explica que acredita que os avatares poderão replicar expressões, qualidade de voz e até linguagem corporal.

“Existem várias empresas trabalhando em avatares 3D, e recentemente tive a oportunidade de testar alguns de seus protótipos. Fiquei super impressionado com o que vi” – Bill Gates

Calcanhar de Aquiles

Gates ressalta que a adoção ao metaverso será um pouco demorada no início, pois a maioria das pessoas ainda não possui os dispositivos de realidade virtual.

Para o próximo ano, a Microsoft planeja lançar uma versão provisória da tecnologia, uma webcam que permite captar imagens de usuários em 2D para animar um avatar digital.

Além disso, a empresa estuda integrar o Mesh — uma plataforma de comunicação virtual de realidade virtual e aumentada — com o serviço Teams, para proporcionar reuniões corporativas no metaverso.

“Ainda há algum trabalho a ser feito, mas estamos nos aproximando de um limiar em que a tecnologia começa a replicar verdadeiramente a experiência de estarmos juntos no escritório”, afirmou o bilionário. Quem viver, verá.