Em um espaço aberto do Museu de Arte Moderna de Bolonha, na Itália, entre simples paredes brancas, uma torre vertiginosa estende-se até o teto. De longe, ela parece ser feita de blocos multicoloridos. Na verdade, são milhares de livros:

O túnel de livros é uma instalação chamada Scanner, feita pelo artista eslovaco Matej Krén, cuja ideia é impressionar e confundir quem vê a obra. Mesmo fora da estrutura, dá pra ver que impressiona, mas depois que você entra, você fica (mais) confuso com espelhos que multiplicam os livros, já em grande quantidade.

Dizem que é fácil se perder em um bom livro. Imagino que seja ainda mais fácil se perder em um salão de espelhos com milhares de livros. [MAMbo via Inhabitat]