James Bond terá que se contentar com um Sony (Xperia T) graças ao fato de a Sony Pictures estar produzindo os últimos 007, mas ele deveria ficar contente de não acabar com essa porcaria polida em forma de telefone. Conheça o Aston Martin Aspire, um Android que ninguém deveria comprar, por US$ 1.300 — esteja certo de que não é um Vertu.

Ele vem em cinco cores: preto, branco, prata, dourado e rosa dourado. Sabe como é, para combinar com os brilhantes e outros enfeites caros que você usa. O modelo básico causa um rombo de US$ 1.300 no seu bolso, enquanto as duas últimas variantes um maior, de US$ 1.600, graças à camada de ouro 24 quilates da carcaça. Muita classe.

Em termos de especificações, é quase uma piada de mau gosto, mas hey, o que você esperava? Ele vem com uma tela HVGA de 3,2″ e um pré-histórico processador single-core de 800 MHz ao lado de 256 MB de RAM, 512 MB de espaço interno em um slot para cartão SD. Ainda temos uma câmera de 5 MP atrás e outra VGA, na frente, para vídeo chamadas. 3G, Wi-Fi e GPS estão lá também, junto com, você sabe, o Gingerbread — tecnologia de ponta da Aston aqui.

Você ainda recebe uma capinha de couro e não uma, mas duas baterias de 1500 mAh. Mas por US$ 1.300, eu acho que você ficará melhor comprando dois Galaxies S III. Ou, talvez, qualquer outra coisa. [Eprice via Unwired View]

Celular da Aston Martin.

Modelo dourado é ainda mais caro.