Em meio a novos Macs, atualização do OS X e outras (prováveis) surpresas, o anúncio mais esperado de hoje, na WWDC, era o do iOS 7. Após aquela série de números de praxe em keynotes da Apple, Tim Cook apresentou a nova versão do sistema móvel da Apple. Ele bateu com as expectativas?

Tim Cook disse, no início da parte sobre o iOS 7, que essa foi a maior chance que a Apple já teve de mudar profundamente o sistema. E parece que eles foram fundo mesmo: mudou tudo, inclusive elementos básicos e marcantes da interface como o deslizar para desbloquear, agora de baixo para cima e a tipografia, totalmente alternada. E o visual flat? Confere. Ou melhor, confira você mesmo:

Novo iOS 7.

Não só os ícones, mas o visual dos apps básicos/nativos também mudou, também está plano. Áreas sensíveis, como a multitarefa, receberam reformulações pesadas — nesse caso, ela passa a usar um sistema de screenshots/cartões parecido com o do finado Palm OS. Mas não só: a Apple mexeu nas entranhas do sistema de alternância entre apps do iOS, agora é multitarefa real — mas, garante a Apple, sem impactos negativos à autonomia da bateria. Em vários pontos essa mudança dupla, no visual e por dentro, aconteceu.

A Central de Notificações ganhou um tapa também e está aparentemente mais organizada, com três divisões baseadas em dia, todas e perdidas, além de estar disponível na tela de bloqueio.

Além da reforma geral no sistema, há novidades no iOS 7 também. Ele ganhou gestos: passando o dedo da esquerda para a direita, o usuário volta ao app anterior. De baixo para cima, abre a Central de Controle — vários botões de acesso rápido e controles do sistema.

O AirDrop, exclusivo para iPhone 5, iPads 4 e Mini e iPod touch de 5ª geração, permite trocar arquivos livremente entre os dispositivos.

O app da câmera mudou um bocado também. Ele agora tira fotos em proporção 1×1 e vem com filtros nativos, ou seja, ficou bem Instagram. A organização das fotos agora é baseada na data e localização, gerando “Momentos”. Parece bem fácil e intuitivo localizar fotos em pontos específicos do passado.

A Siri agora tem uma segunda voz feminina e uma masculina. O visual foi modificado e ela aprendeu novos truques: dá para mexer em configurações do ssitema, como brilho da tela, e fazer pesquisas em sites como Twitter e Wikipedia.

iTunes Radio? Confirmado. Ele encontra músicas baseadas nas que você gosta ou está ouvindo e, com um clique, permite a compra. Em outras palavras, é mais parecido com o Pandora do que com o Rdio. Preço? Gratuito com anúncios. Para quem tem o iTunes Match , é gratuito total. Problema? A princípio só funciona nos EUA.

O iOS 7 será lançado para iPhone 4 e posteriores, iPad 2 e posteriores, iPad Mini e iPod touch de 5º geração. Quando? Em algum dia do último trimestre do ano — mas o Beta para iPhone sai hoje mesmo e, para iPad, nas próximas semanas.

Logo mais traremos as novidades do sistema com todos os detalhes, fotos e informações extras. Mas, adiantando: o que você achou do iOS 7?