Roxo e brilhante. Pode parecer um helicóptero de um vilão de filmes dos anos 80 feito em uma fábrica da Foxconn, mas é a mais nova máquina voadora da China, o V750. E isso significa que a indústria aeroespacial chinesa está amadurecendo incrivelmente rápido.

Ao menos pelo ponto de vista das companhias da indústria bélica dos Estados Unidos, que estão vendo como os chineses estão avançando em um ritmo que poucos acreditaram que seria possível, apesar das dificuldades iniciais. Os chineses já saíram da fase de copiar tudo para introduzir seu próprio design e inovação, e a coisa só vai melhorar para eles.

O V750 é tão grande quanto o MQ-8 Fire Scout da Northrop Grumman, o helicóptero não-tripulado mais capaz do Ocidente, e é capaz de ir mais longe (500km contra 200km) enquanto carrega quase o mesmo peso (80kg contra 90kg). Os chineses fizeram testes em Shangdong, e aparentemente ele funcionou bem.

Eles dizem que ele é projetado para operações “pacíficas”, como transporte e vigilância, mas ele obviamente poderia ser modificado para outras tarefas bem menos amigáveis. Apesar de o V750 não ser o maior helicóptero não tripulado do mundo – esse título provavelmente fica com o K-MAX UAV da Lockheed Martin e Kaman Aerospace, capaz de carregar 680kg de carga a 3658 metros de altura – ainda assim ele é impressionante.

Mais uma razão para se inscrever naquelas aulas de Mandarim.