Quer mais tecnologia para colocar no seu rosto? Nada de Oculus Rift ou Google Glass. O CastAR usa uma abordagem completamente diferente de tecnologia de realidade modificada ao colocar pequenos projetores no seu rosto, e o The Verge deu uma olhada nele.



Os antigos funcionários da Valve Jeri Ellsworth e Rick Johnson estavam trabalhando no projeto por um ano antes da Valve demiti los. Felizmente, a empresa deixou eles seguirem com o projeto, e eles formaram a Technical Illusions para finalizá-lo. Agora eles estão mostrando na Maker Faire, onde o The Verge os encontrou.

Basicamente, assim que você veste os óculos, o projetor exibe imagens em uma tela de projeção reflexiva especializada. Em seguida, a tela devolve para o seu rosto, e o óculos divide em olho esquerdo e olho direito para você ver em 3D.

Enquanto faz isso, ele também pega LEDs colocados no lado de fora da tela, e usa os dados para rastrear a localização da sua cabeça, em tempo real, alimentando as perspectivas corretas dos objetos 3D não-existentes que você está esticando a cabeça para olhar. É muito louco.

ku-xlarge

Então, por que não apenas óculos? Bem, ele também permite incorporar coisas como cartões de realidade aumentada que colocam personagens de jogos e, em seguida, ele consegue acompanhar a sua linha de visão para esses objetos físicos para se certificar que eles estão sendo renderizados corretamente em 3D.

A tecnologia obviamente está nos seus estágios iniciais, e o motivo da Technical Illusions ter levado para a Maker Faire é para descobrir onde exatamente pode aplicar essa coisa. Apesar disso, a sua configuração – embora impressionante – é bastante sofisticada, com muito mais peças e requisitos do que qualquer um dos sistemas concorrentes que temos por aí.

Ainda assim, parece promissor, e esperamos que apareça em alguma forma simplificada para o consumidor um dia. Mas se não der certo, é bom ver pessoas agitando a cena de realidade aumentada e realidade virtual com novas ideias. Quem sabe quais outras abordagens podem surgir. Você pode ir ao The Verge para ver tudo em movimento. [The Verge]