O setor de navios de cruzeiro com sede nos Estados Unidos precisará provar que pode operar com segurança. Por isso, eles terão que fazer viagens de teste com passageiros voluntários antes que as operações normais possam começar, disse o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) do país em um comunicado na quarta-feira (5). Todos os voluntários precisarão estar totalmente vacinados e concordar em fazer o teste de Covid-19 três a cinco dias após a viagem.

“Hoje, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) divulgaram orientações para os navios de cruzeiro realizarem viagens simuladas com passageiros voluntários como parte de seu pedido de Certificado de Vela Condicional de Covid-19”, disse o CDC em um comunicado.

“Com a emissão desses documentos, os operadores de navios de cruzeiro agora têm todos os requisitos e recomendações necessários para iniciar viagens simuladas antes de retomar viagens restritas de passageiros.”

As condições para esses testes são bastante extensas, como você pode ver no site do CDC. As especificações do órgão para testes de laboratório por si só mostram que o governo Biden não está brincando quando se trata de deixar a indústria de cruzeiros voltar a operar. Mas as vacinas podem permitir que as coisas ocorram ainda mais rápido.

Os cruzeiros podem pular a fase de teste se 98% de sua tripulação e 95% dos passageiros tiverem sido totalmente vacinados, embora não esteja imediatamente claro se alguma empresa planeja fazer isso. A Royal Caribbean, que publicou uma postagem em seu blog sobre os testes, não respondeu imediatamente ao pedido de comentário do Gizmodo.

De acordo com o site do CDC:

As vacinas contra Covid-19 têm um papel crítico na retomada segura das operações de passageiros, mas nem todos os operadores de navios de cruzeiro anunciaram planos para exigir a vacinação dos passageiros. À medida que mais pessoas são totalmente vacinadas e mais medicamentos terapêuticos estão disponíveis, a abordagem em fases permitiu ao CDC incorporar esses avanços no planejamento para a retomada segura das viagens em navios de cruzeiro. O CDC recomenda que toda a equipe portuária e viajantes (passageiros e tripulantes) recebam a vacina contra Covid-19 assim que ela estiver disponível para eles.

Mas o CDC sabe que pode muito bem haver surtos de Covid-19 em navios de cruzeiro em um futuro próximo. E a agência disse isso em um comunicado, claramente tentando moderar as expectativas de que tudo volte ao normal imediatamente.

Assine a newsletter do Gizmodo

“O CDC reconhece que não é possível que os cruzeiros sejam uma atividade de risco zero para a disseminação da Covid-19”, disse o órgão em seu comunicado na quarta-feira.

“Embora os cruzeiros sempre representem algum risco de transmissão da Covid-19, o CDC está empenhado em garantir que as operações de navios com passageiros sejam conduzidas de uma forma que proteja os membros da tripulação, passageiros e equipe portuária, particularmente com variantes de preocupação emergentes da Covid-19.”