Conforme 12 garotos e seu técnico de futebol esperam para ser resgatados de uma caverna submersa no norte da Tailândia, autoridades podem ser forçadas a agir devido a chuvas pesadas que são esperadas nos próximos dias. A situação é grave, considerando uma avaliação médica que alegou que os meninos e o treinador estão fracos demais para tentar uma fuga tão exigente fisicamente.

• Conheça o plano ousado para resgatar os garotos presos em uma caverna na Tailândia

Estamos na temporada de monções na Tailândia, mas os socorristas de caverna foram abençoados com um breve período sem chuvas, tornando as próximas 24 horas ainda mais importantes. As chuvas devem começar nesta sexta-feira (6), crescendo exponencialmente em volume no domingo (8). Nesta quinta-feira (7), o governador provincial de Chiang Rai disse que a missão agora era uma “corrida contra a água”, noticia a AFP.

“Nossa maior preocupação é o tempo”, ele disse a repórteres. “Estamos calculando quanto tempo temos se chover, quantas horas e dias.”

Os níveis de água caíram consideravelmente nos últimos dias, graças ao tempo e aos esforços das autoridades de resgate, que conseguiram bombear 128 milhões de litros de água para fora do complexo de cavernas submersas. Os níveis de água estão atualmente caindo a uma taxa de 1,5 cm por hora, e os socorristas agora conseguem atravessar um trecho de 1,5 km da entrada a uma área conhecida como a Terceira Câmara, informa a BBC.

Os meninos, quando foram descobertos em 2 de julho de 2018. Imagem: AP

Doze membros do time juvenil de futebol, com idades entre 11 e 16 anos, e o treinador, de 25 anos, se aventuraram no sistema de cavernas Tham Luang Nang Non em 23 de junho, mas chuvas pesadas inundaram as cavernas, prendendo-os lá dentro. O time “Wild Boar” foi descoberto por mergulhadores especialistas nove dias depois de seu desaparecimento, e eles estão atualmente encolhidos em uma rocha íngreme e lamacenta a cerca de quatro quilômetros da boca da caverna. Equipes médicas agora estão atendendo os garotos, entregando comida, remédios e cobertores, junto com cuidados emocionais.

Idealmente, poderia ser bombeada água suficiente para fora da caverna para que os garotos pudessem atravessar ou nadar (ou pelo menos serem “flutuados”) para fora do complexo da caverna. Reduzir os níveis de água na caverna também poderia minimizar a quantidade de tempo que os meninos teriam que passar debaixo d’água. A maioria deles não sabe nadar e não tem experiência com mergulho. Mas, dada a sombria previsão do tempo e a preocupação de que o espaço onde os meninos estão localizados possa ser inundado com água, os socorristas podem ser forçados a entrar em ação.

O pessoal da Polícia Federal australiana e da Força de Defesa fala uns com os outros perto da entrada da caverna. Imagem: AP

Essa urgência extra é lamentável. Alguns membros dos fuzileiros navais da Tailândia, que falaram com a imprensa sem autorização, disseram que o plano é muito arriscado, segundo a CNN. Mergulhadores especialistas precisam de cerca de seis horas para chegar aos meninos e de cerca de cinco horas para voltar à entrada. Há vários bolsões de ar ao longo da rota, mas praticamente não há visibilidade, a água está correndo em alguns lugares, e algumas regiões são tão estreitas que o equipamento de mergulho deve ser removido das costas dos mergulhadores para que eles possam se espremer para atravessar. Ao mesmo tempo, um relatório médico atualizado afirma que os meninos estão sofrendo de exaustão e desnutrição e que eles não estão em forma para uma tentativa de fuga tão árdua, informa a CNN.

Treze conjuntos de equipamentos de mergulho já foram montados, caso sejam necessários, e os meninos já estão aprendendo pontos básicos de mergulho. Além de um capacete, roupa de mergulho e botas, os meninos seriam equipados com uma máscara facial que cobre todo o rosto e é feita especialmente para crianças. Se os meninos e o técnico precisarem ser evacuados depressa, eles serão guiados pela água ao longo de uma linha estática que já foi instalada. Os meninos seriam resgatados por uma equipe de mergulhadores experientes que seriam posicionados em pontos estratégicos ao longo da rota.

À medida que as autoridades avaliam suas opções, outros planos foram colocados em prática. Eles estão bombeando oxigênio no bolsão de ar onde os garotos estão amontoados, e uma linha de comunicação está sendo construída para conectar a equipe com o mundo exterior — incluindo seus pais. Fora da caverna, centenas de trabalhadores, muitos dos quais são voluntários, se juntaram para contribuir, distribuindo garrafas de água, preparando comida e fazendo o que podem para ajudar.

Equipe internacional de socorristas se prepara para entrar na caverna onde um time juvenil de futebol e seu treinador estão presos por inundações, no norte da Tailândia. Imagem: AP

Planos para perfurar a rocha e criar novos poços foram abandonados. Em vez disso, cerca de 20 a 30 equipes estão atualmente vasculhando a montanha em busca de entradas naturais alternativas, chamadas chaminés, no complexo da caverna. Eles também recrutaram observadores de pássaros, que podem ser capazes de detectar pássaros entrando ou saindo de buracos escondidos, de acordo com a AFP.

O sistema de cavernas Tham Luang Nang Non normalmente é inundado durante essa época do ano, e ele não drena completamente até setembro ou outubro. Uma possibilidade extrema é de que os meninos e seu treinador terão que esperar até lá. Mas isso traz uma série de novas considerações, como o bem-estar psicológico das crianças, questões de higiene e a ameaça constante de mais inundações.

Todos os olhos estarão virados para o norte da Tailândia nos próximos dois dias, conforme a chuva forte se aproxima. Está chegando a hora de uma decisão difícil ser tomada.

[CNN, BBC, AFP]

Imagem do topo: AP