O Evernote anunciou ontem um reajuste nos preços dos seus serviços pagos, assim como uma nova opção de assinatura intermediária para quem gosta do serviço, mas não tem tanto dinheiro assim sobrando para fazer uma conta premium.

Se antes eram duas opções – ou o Evernote Basic, gratuito, com limite de uploads mensais e sem opção de acessar offline; ou o Evernote Premium, que custava 5 dólares por mês ou 45 dólares ao ano e dava acesso ilimitado a todos os recursos oferecidos pelo Evernote – agora uma terceira opção foi incluida: o Evernote Plus, que custa R$ 4,50 por mês ou R$ 40 por ano. Além disso, o Premium teve seu valor reajustado e agora custa R$ 9 por mês ou R$ 80 por ano.

Mas, obviamente, nem tudo o que está disponível no Premium aparece para usuários do Plus. Eis uma tabela do próprio Evernote comparando os recursos de cada um dos modelos de assinatura:

Evernote

Um quarto modelo de assinatura está disponível para clientes corporativos – ele tem os mesmos recursos do Premium, mas custa R$ 24 por usuário por mês.

Para quem já pagou a assinatura anterior do Evernote Premium, nada vai mudar em relação a preços até a próxima renovação de assinatura – aí o usuário poderá para continuar com o acesso ao Premium ou então diminuir esses gastos para ter acesso ao Plus. [TechCrunch, Evernote]