Especialistas culpam diversas coisas pelo caso dos iPhone 6 Plus que entortam, desde o case fraco de alumínio até a força da bunda das pessoas. Mas enquanto não sabemos exatamente o que faz alguns smartphones entortarem, eis uma explicação estrutural plausível com diagramas de momento e tudo mais.

Um usuário que atende pelo nome de alleras4 usou o Imgur para especular que o corpo dobrável do 6 Plus não é apenas por causa da resistência do corpo de alumínio. Não há como conferir se isso é verdade, mas é interessante ver como a explicação corresponde ao desmonte do iFixit. Eles argumentam que a entortada é causada pelo design de um reforço interno do smartphone, por trás do botão de volume. Ali, o reforço de metal termina com um parafuso, deixando o corpo propenso ao estresse.

“Isso significa que a inserção metálica não é capaz de absorver o momento tão próximo ao parafuso porque não há nenhum outro ponto substancial para segurar, então ele gira e isso resulta no dobramento”, explicou alleras4. Eis esse parafuso visto por dentro:

Reprodução

alleras4 explica que é aí que o estresse acumula, e ele (ou ela) ilustra isso usando um diagrama de momento (a imagem que abre começo do post), que é uma ferramenta simples para desenhar onde as forças (neste caso, suas mãos ou bunda) atingem uma viga (no caso, o 6 Plus), resultando em momentos maiores (os pontos mais propensos a deformação, ou à dobra). Isso também explica o motivo da maioria dos smartphones que vimos – especialmente aqueles que entortaram propositadamente – experienciaram a maior parte do estresse em um ponto em particular.

Em outras palavras, não tem nada a ver com dedos fortes ou peso. Isso acontece quando você atinge o 6 Plus em um lugar bem específico, de um ângulo específico, onde o design interno de hardware da Apple é falho:

Não é questão de se dobra ou não, como vimos no vídeo nós sabemos que isso acontece nele e não em outros smartphones. Não é questão da força aplicada, ou se um bolso vai causar isso ou não. É que sob um tipo particular de flexão, o smartphone é propenso a dobrar principalmente por causa de uma inserção metálica que deveria reforçar, em vez de girar, um eixo muito próximo ao ponto crítico. Se for mais além, permitindo um suporte melhor para combater a flexão, e não girar, ele seria mais resistente.

Claro, como alleras4 destaca, isso é baseado em lógica estrutural simples e no desmonte. Pode haver outra explicação completamente diferente. Mas isso também explica porque relatos oficiais de iPhones dobrados são tão limitados, e porque a maioria dos usuários comuns da Apple não passarão por isso.

Então lá vai: coloque seu iPhone no bolso da sua calça mais apertada sem medo. Só tome cuidado para não entortá-lo bem nesse lugar. [Imgur; Ifixit]