Há um ano, o Facebook anunciava que estava testando um botão de contexto em sua plataforma. Trata-se de uma ferramenta para trazer informações sobre os veículos de comunicação e os artigos que as pessoas viam no Feed de Notícias. O recurso nada tem de revolucionário, mas podia, sim, ajudar a combater o sério problema de fake news que assola a rede social. Nesta terça-feira (9), o Facebook anunciou a chegada do botão de contexto ao Brasil — meio tarde, visto que já estamos nos encaminhando para o segundo turno de uma eleição presidencial marcada pela disseminação de desinformação.

• É oficial: você vai poder ver jogos da Libertadores no Facebook a partir de 2019
• Facebook diz que hackers não usaram seu login para acessar apps de terceiros durante invasão

O Brasil está em uma leva maior de países que recebem apenas agora a funcionalidade. Argentina, Colômbia e México são os outros — este último tendo passado por uma eleição presidencial em julho.

Em nota publicada em seu blog oficial, o Facebook afirma que, para chegar ao seu modelo de contextualização de artigos, realizou pesquisas entre a comunidade e parceiros acadêmicos, de forma a identificar os dados importantes para “ajudar as pessoas a avaliar a credibilidade de um artigo e determinar se a fonte é confiável”.

A contextualização traz a descrição da Wikipédia sobre o veículo, informações sobre o número de compartilhamentos de um texto no Facebook, além de um mapa mostrando onde houve maior atividade em torno do link, e também artigos relacionados ao mesmo tópico tratado na publicação. Se o veículo não tiver um verbete na Wikipédia, o Facebook indicará isso também, “o que também pode ser um contexto útil”, sugere a rede social.

Esse conjunto de funções e informações testado no ano passado ganha mais duas novidades ao seu escopo com o lançamento desta terça-feira: o Mais sobre este link dará às pessoas uma amostra de outras histórias publicadas recentemente pelo veículo de comunicação autor da postagem, enquanto o Compartilhado por amigos mostra quais de seus contatos no Facebook compartilharam o post.

Pressionado pela opinião pública, o Facebook parece reagir tarde e com pouca eficácia para combater o fenômeno da disseminação de notícias falsas. O novo botão de contexto é, sim, algo bom, mas parece pouco e tardio, especialmente no cenário brasileiro.

Imagem do topo: Reprodução